Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Um sistema inteligente para não faltar remédio

Programa revolucionário automatiza o processo de compra e distribuição de medicamentos por hospitais, drogarias e programas governamentais

Por Da Redação 19 fev 2022, 12h21

É bem complexa a gestão de aquisição e distribuição de medicamentos por hospitais e drogarias, assim como por programas governamentais de assistência farmacêutica.

Para ajudar nessa operação que exige cálculos, planilhas e enorme capacidade analítica, pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) desenvolveram um software baseado em algoritmos de inteligência artificial.

“É um sistema revolucionário, porque automatiza todo o processo. Pode gerar economia de milhões de reais”, afirma Eduardo Mario Dias, professor da Escola Politécnica e do Instituto de Radiologia da USP, instituições à frente da iniciativa. Dê play no vídeo para entender melhor.

O programa foi alimentado com os dados de fornecimento e consumo de remédios do Ministério da Saúde e se provou capaz de otimizar a cadeia de suprimentos. O órgão faz a distribuição em todas as regiões do Brasil, e a rede precisa zelar pelo abastecimento, fazendo uma previsão correta.

+ Leia também: Prednisona: o que é, para que serve e como funciona esse corticoide

“Se o consumo de um remédio em determinado período é de mil caixas, não pode comprar 500 para não gerar carência, nem 5 mil para não perder a validade”, exemplifica o médico especialista em informática Marcio Biczyk, do time da USP.

“Ao fazer em minutos análises preditivas, a inteligência artificial se mostra uma importante ferramenta de apoio nas decisões de compra”, resume.

Só para você ter uma noção da logística toda, 50 mil tipos de medicamentos circulam pelo país, considerando todos os itens de marca e também os genéricos produzidos pela indústria farmacêutica.

Continua após a publicidade

São 5 mil itens nos estoques dos hospitais de grande porte e mil medicações constando na base de dados do Ministério da Saúde, de produtos de alto custo para doenças raras àqueles de assistência básica, como ácido acetilsalicílico e dipirona.

Compartilhe essa matéria via:

Desenvolvido para a esfera federal, o programa de automação da USP é passível de ser replicado em todos os níveis do Sistema Único de Saúde (SUS), auxiliando hospitais e secretarias estaduais e municipais a manter os estoques adequados nos postos de atendimento.

E tem potencial para fazer a diferença no acesso à saúde. Os ganhos no processo podem impactar o abastecimento de medicamentos, garantindo mais eficiência a programas como o Farmácia Popular, que fornece gratuitamente remédios para hipertensão, diabetes e asma.

Esse trabalho foi vencedor da categoria Inovação em Medicina Social do Prêmio Dasa de Inovação Médica com VEJA SAÚDE 2021

Nome original do trabalho: Automação e inovação em assistência farmacêutica – Automação do processo de aquisição e distribuição de medicamentos e produtos para a saúde pela rede do Sistema Único de Saúde (SUS)

AUTORES: Marcio Biczyk, Eduardo Mario Dias, Marco Antonio Bego, A. Fleury, A. Massera, A. Fagundes, A. Sturzbecher, A. Diniz, C. Sá, D. Coutinho, D. Carreira, F. Vitória, G. Silva, G.G. Cerri. H. Calvão, I. Silveira, ltalo A. Sousa, J. Sousa, J.A. Tosta, M. Guimarães, M. Farah, M. Silveira, M. Scoton, M. Mariano, M. Pokorny, N. Bisinoti, N. Ferreira, P. Camargo, R. Botelho, R. Silvestre, W. Penna, W. Almeida e W. Labanca.

INSTITUIÇÕES: Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (Inrad-HC/FMUSP) e Escola Politécnica (Poli/USP).

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Acesso imediato ao app da Veja Saúde, com as edições digitais, para celular e tablet.

a partir de R$ 9,90/mês