saudeLOGO Created with Sketch.

Um jeito inusitado de controlar os sintomas do Parkinson

Musicoterapia pode atenuar tremores e favorecer a mobilidade de quem convive com essa condição, aponta pesquisa brasileira

Escutar uma composição, tocar um instrumento ou dançar são ótimas formas de combater o Parkinson. Esse efeito foi confirmado numa recente revisão de artigos feita na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre. Após analisar 11 estudos sobre o tema, os autores concluíram que os sons melhoram a capacidade de movimentação e a velocidade da marcha.

“Os ritmos musicais trazem um ganho direto a um transtorno específico da enfermidade, em que os pacientes não conseguem tirar os pés do chão para iniciar uma caminhada”, destaca o neurologista Francisco Cardoso, da Universidade Federal de Minas Gerais. Para tirar proveito com segurança, as práticas que se valem das melodias devem ser iniciadas com a orientação de um profissional de saúde.

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
Aceito receber ocasionalmente ofertas especiais e de outros produtos e serviços do Grupo Abril.
Política de Privacidade