Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Quando fazer exame para detectar o câncer de pulmão?

Esse é tumor que mais mata no Brasil e no mundo. Saiba como detectá-lo adequadamente

Por André Biernath Atualizado em 22 jan 2019, 13h46 - Publicado em 31 Maio 2016, 14h01

Estima-se que ocorram 28 220 novos casos de câncer de pulmão e 24 490 mortes relacionadas ao tumor todos os anos. Saiba como detectá-lo adequadamente:

Exame: Tomografia computadorizada de baixa dosagem

Quem deve fazer: Indivíduos que fumaram um maço diário nas últimas três décadas, com idade entre 55 e 74 anos — mesmo aqueles que abandonaram o vício há menos de 15 anos. Outras pessoas devem debater o assunto com seu médico.

Periodicidade: Uma vez ao ano

O tumor que mais mata no mundo entrou recentemente no rol dos rastreáveis, após o término do National Lung Screening Trial, estudo americano que acompanhou 53 mil tabagistas. Metade deles fez tomografias de tórax de baixa dose de radiação, enquanto a outra parcela passou por radiografias. “A experiência precisou ser encerrada antes do prazo porque no grupo da tomografia foi observada uma redução de 20% na mortalidade pela doença”, conta o cirurgião de tórax Ricardo Sales dos Santos, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

  • O exame anual começou a ser prescrito nos Estados Unidos a quem fuma ou fumou um maço diário de cigarros por mais de 30 anos. “Trabalhamos agora na classificação dos nódulos nos pulmões para saber qual será a conduta médica após o diagnóstico primário”, detalha Santos, investigador do ProPulmão, pesquisa com cerca de 800 voluntários que analisa a adoção da estratégia em terras brasileiras.

    Continua após a publicidade
    Publicidade