Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Obstipação intestinal: conheça causas, sintomas, tratamento e como evitar

Obstipação ou constipação, não importa: a dificuldade em evacuar e a sensação de esvaziamento incompleto podem indicar problemas sérios em certos casos

Por Yasmmin Ferreira
Atualizado em 13 Maio 2024, 16h23 - Publicado em 13 Maio 2024, 14h01

Obstipação, constipação, prisão de ventre, intestino preso… apesar dos nomes diversos, a condição é a mesma: um problema gastrointestinal caracterizado pela dificuldade em evacuar as fezes.

Isso ocorre quando o movimento peristáltico do intestino é mais lento do que o normal, resultando em fezes endurecidas e dificuldade para passá-las.

Os principais sintomas incluem a própria dificuldade para evacuar, que pode redundar em inchaço abdominal, sensação de esvaziamento incompleto e inconsistência nas evacuações.

O que causa a obstipação (ou constipação)

As razões por trás da obstipação intestinal são variadas. Uma delas é a falta de fibras na dieta combinada com a ingestão insuficiente de água.

+Leia também: A ciência da hidratação

Além disso, o excesso de proteína animal e alimentos processados podem desempenhar um papel significativo nesse problema. A gravidez também pode ser um agravante.

Continua após a publicidade

Outras causas frequentes incluem a tendência de ignorar repetidamente o impulso de evacuar, mudanças transitórias como viagens ou adaptação a novos ambientes, efeitos secundários de tratamentos médicos (especialmente em terapias oncológicas) e questões emocionais (como estresse, ansiedade e depressão), associados a uma falta de atividade física e um estilo de vida sedentário.

Condições gastrointestinais como hemorroidas, fissuras anais, câncer colorretal e diverticulose também podem contribuir para a obstipação intestinal.

Qual o tratamento para a obstipação

O tratamento da obstipação intestinal abrange diversas abordagens. Inicialmente, é comum promover mudanças na dieta, aumentando a ingestão de fibras provenientes de frutas, vegetais, grãos integrais e leguminosas, ou até mesmo recorrer a suplementos de fibra.

+Leia também: Como alcançar a meta diária de fibras na alimentação?

Além disso, manter-se bem hidratado (mínimo 2l por dia) é crucial para garantir fezes macias e facilitar sua passagem pelo intestino. A prática regular de exercícios físicos também é recomendada, pois ajuda a estimular o movimento intestinal.

Continua após a publicidade

Estabelecer rotinas, como horários regulares para refeições e tentar evacuar sempre que necessário, pode contribuir.

Em alguns casos, medicamentos como laxantes podem ser prescritos, mas seu uso deve ser monitorado por um profissional de saúde.

E, caso a obstipação esteja associada a condições médicas subjacentes, como síndrome do intestino irritável ou hipotireoidismo, o tratamento dessas condições específicas pode ajudar a aliviar os sintomas.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.