Clique e Assine VEJA SAÚDE por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

O que fazer quando entra água no ouvido: como tirar?

Sempre entra água no ouvido ao mergulharmos e, às vezes, até no banho. Mas ela pode não escorrer facilmente e favorecer infecções. Qual o tratamento?

Por Sílvia Lisboa
9 Maio 2024, 13h58

A cera é protetora do ouvido, mas ela pode prejudicar a saída da água após mergulhos no mar ou na piscina. Nestes casos, em que a água no ouvido provoca uma sensação de que ele está tampado, é preciso seguir algumas medidas para não deixar que o líquido depositado ali favoreça infecções, como as otites.

As crianças merecem uma atenção especial porque são quem está suscetível às otites. Um ambiente úmido favorece a proliferação de vírus e bactérias no ouvido, e infecções por repetição podem ocasionar até uma perda de audição.

O ideal é que as crianças usem protetores auriculares antes dos banhos de mar ou piscina. Após os mergulhos, os ouvidos devem ser limpos com uma toalha seca de modo delicado. Mas é preciso estar atento também à secreção nasal, que pode aumentar após muito tempo dentro d’água. Neste caso, o ideal é limpar com soro fisiológico.

+Leia também: Dor de ouvido em criança: quando se preocupar?

Manual de primeiros socorros para tirar água no ouvido

Se a sensação de ouvido tapado se instalar logo após os mergulhos, é recomendado tentar tirar a água com alguns truques básicos:

Continua após a publicidade
  • Ao sair da água, envolva o dedo com uma toalha seca e enfie no ouvido delicadamente para favorecer a absorção da água que não escorreu;
  • Pule num pé só com a cabeça inclinada para o lado do ouvido entupido;
  • Deixe com a cabeça para o lado do ouvido entupido até a água extravasar.

Os médicos também recomendam pingar uma gotinha de álcool isopropílico que, em contato com a água, faz evaporar. Mas essa opção só é indicada para casos leves.

Quando a sensação de ouvido tampado permanecer por horas após a saída do mar ou piscina e causar dor, pode ser sinal de alguma lesão auricular, como rompimento do tímpano, a membrana que separa o canal auditivo e a orelha média.

Nestes casos, a aplicação do álcool não é recomendada porque pode piorar o desconforto e agravar o problema.

O tímpano pode ser rompido durante mergulhos rápidos e em profundidade, quando ocorre um desequilíbrio de pressão. Em geral, a membrana se recupera sozinha. Se não, é preciso o uso de medicamentos recomendados por um especialista.

Continua após a publicidade

+Leia também: Pingar água oxigenada no ouvido ajuda a combater gripe e otite?

O que não fazer para tirar água do ouvido

Existem também medidas altamente desaconselháveis para adotar, como pingar óleo ou qualquer outra substância natural e usar cotonetes. Todas essas alternativas têm um risco em potencial muito elevado frente a qualquer benefício que podem vir a trazer, com capacidade de piorar a situação.

Em caso de persistências do entupimento auricular, procure atendimento médico.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.