Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Dá para flagrar a apneia do sono em casa

Método brasileiro que permite investigação mais tranquila deste problema comum foi testado e aprovado

Por Chloé Pinheiro 19 set 2021, 18h31

Calcula-se que um em cada três paulistanos tenha algum grau de apneia do sono, distúrbio por trás de interrupções na respiração à noite e capaz de desencadear de sonolência diurna a piripaques cardíacos.

O problema é que grande parte desses casos passa batido, pois o exame que faz o diagnóstico, a polissonografia, é trabalhoso e desconfortável. Mas um novo dispositivo, criado por uma startup brasileira, promete driblar as dificuldades. Trata-se do Biologix, espécie de oxímetro de alta precisão, que fica conectado na ponta do dedo colhendo diversos dados durante o sono.

LEIA TAMBÉM: Exame para diagnosticar apneia de sono agora pode ser feito em casa

“Exames domiciliares para apneia já existiam, mas esse se destaca pela capacidade de monitorar de um jeito simples diversos parâmetros, inclusive o ronco, com o microfone do celular”, explica Geraldo Lorenzi Filho, diretor do Laboratório do Sono do Instituto do Coração (InCor), que testou com sucesso o dispositivo em cerca de 300 pacientes.

Na ponta do dedo

O sensor de alta tecnologia é capaz de identificar mais fácil a apneia

A polissonografia: No exame convencional, seja em casa, seja na clínica, o indivíduo precisa dormir com uma série de eletrodos grudados no corpo, conectados a monitores.

O novo teste: Ele mede oxigenação, frequência cardíaca, ruídos e movimentação durante o sono, e envia os dados para o celular. Um aplicativo gera laudos instantâneos.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade