saudeLOGO Created with Sketch.

Brasil segue abaixo da meta de vacinação contra a gripe em 2018

Governo mostra que 6 milhões de pessoas do grupo prioritário seguem sem tomar a vacina contra o influenza. Quem mais preocupa são as crianças e gestantes

Não é porque a campanha de vacinação contra a gripe terminou que já passou o tempo de se proteger dessa doença. Ainda assim, mais de 6 milhões de pessoas que pertencem aos chamados grupos prioritários seguem sem se imunizar contra o vírus influenza em 2018. Isso equivale a 89% de cobertura da população-alvo, abaixo dos 90% recomendados pela Organização Mundial da Saúde.

De acordo com o Ministério da Saúde, gestantes e crianças são as turmas que menos tomaram as vacinas nos postos de saúde, com cobertura de 76,4% e 73,6%, respectivamente. Ao todo, 493 710 grávidas e 3,3 milhões de pequenos entre 6 meses e 5 anos não receberam sua dose.

O último boletim epidemiológico do governo atesta que 50,4 milhões de pessoas foram imunizadas. Desse total, 20,2 milhões são idosos; 4,4 milhões, trabalhadores da saúde; 2,2 milhões, professores; 358,9 mil, puérperas (até 40 dias de pós-parto) e 643,3 mil, indígenas. Conforme o balanço, em todos esses grupos se atingiu a meta de vacinação.

Desde o dia 25 de junho, os municípios que ainda têm doses da vacina contra a gripe disponíveis estenderam a imunização também para crianças de 5 a 9 anos e para adultos de 50 a 59 anos, conforme recomendação do governo federal. Nesses dois grupos, já foram aplicadas 997 182 doses, sendo 411 474 em crianças e 585 708 em adultos.

Variação de cobertura da vacina entre os estados

O Sudeste é a região com menor cobertura vacinal contra a gripe até o momento – 84%. Em seguida estão o Norte, com 85%; o Sul, com 90,3%; o Nordeste, com 94%; e o Centro-Oeste, com 99,1%.

Os estados com cobertura vacinal mais baixa contra o vírus influenza são Roraima, com 66,7%, e Rio de Janeiro, com 75,6%.
Até o dia 6 de julho, foram registradas 4 226 pessoas com gripe em todo o país, com 745 mortes.

Este conteúdo foi publicado originalmente pela Agência Brasil.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s