Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Filhos “herdam” até 60% da forma física dos pais

Um novo estudo tenta traçar a relevância dos genes para a obesidade infantil

Por Ana Luísa Moraes Atualizado em 14 fev 2020, 18h28 - Publicado em 1 mar 2017, 17h07

Hoje, 220 milhões de crianças e adolescentes no mundo estão acima do peso. E a tendência é que que essa epidemia se agrave ainda mais: a Federação Mundial de Obesidade diz que essa quantidade vai pular para os 268 milhões em menos de dez anos. Embora os principais responsáveis por esse crescimento preocupante sejam má alimentação e pouca atividade física, um novo estudo da Universidade de Sussex, na Inglaterra, destaca que o fator hereditário não deve ser desconsiderado.

Os cientistas descobriram que, em média, o filho herda 40% do índice de massa corporal dos pais, sendo que cada metade vem de um genitor. O curioso é que, nos pequenos mais enxutos, esse número ficava perto dos 20%. Já nos gordinhos, chegava facilmente aos 60%: “O efeito parental é mais do que o dobro nas crianças obesas do que nas mais magras”, explica Peter Dolton, coordenador da pesquisa, em comunicado.

Os mais de 100 mil voluntários-mirins da investigação estavam distribuídos entre seis países: Estados Unidos, Inglaterra, China, Indonésia, Espanha e México. Os resultados foram consistentes em todas essas regiões: “Nossas evidências vêm de locais com padrões diferentes de nutrição — de uma das populações mais obesas, caso dos Estados Unidos, até as duas menos obesas, que são China e Indonésia”, exemplifica.

Dados como esse sugerem que a genética — e não só comportamentos familiares à mesa — exercem uma influência considerável no surgimento da obesidade. O que, claro, está longe de anular as consequências do sedentarismo e de exagerar regularmente na alimentação.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Acesso imediato ao app da Veja Saúde, com as edições digitais, para celular e tablet.

a partir de R$ 9,90/mês