Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
O Futuro do Diabetes Por Blog Carlos Eduardo Barra Couri é endocrinologista e pesquisador da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP), além de autor do livro O Futuro do Diabete (Ed. Abril). Aqui ele mapeia os cuidados e os avanços para o controle do problema

Enquanto a cura não chega

No Dia Mundial do Diabetes, nosso colunista reflete sobre a importância de pensar no hoje para ter um amanhã tão bom ou ainda melhor

Por Dr. Carlos Eduardo Barra Couri Atualizado em 14 nov 2018, 13h07 - Publicado em 13 nov 2018, 18h11

Falo com frequência e não posso deixar de repetir: o diabetes é uma doença crônica, que afeta milhões de brasileiros. São recém-nascidos, crianças, adolescentes, trabalhadores, pais de família, idosos… Ele não escolhe classe social, partido político ou time de futebol.

Sonhos, famílias e projetos de vida podem ser quebrados por causa das complicações da doença não controlada. Elas incluem infarto, cegueira, amputação, falência renal.

Não é por menos que queremos a cura. E como queremos! Mas…

Enquanto a cura não chega, podemos tomar os remédios prescritos pelo médico corretamente.

Enquanto a cura não chega, podemos nos levantar do sofá e largar o celular para fazer exercícios. Exercícios várias vezes por semana, diga-se.

Enquanto a cura não chega, podemos medir a glicose na ponta dos dedos quantas vezes for necessário para monitorar o açúcar no sangue.

Enquanto a cura não chega, podemos abrir mão do “comer com olhos” para “comer com o cérebro”.

Continua após a publicidade

Ah, se houvesse a cura… Se pudesse comer tudo o que quero…. Se eu não precisasse utilizar insulina…. Se meu filho não tivesse diabetes… Tenhamos em mente que esse “se” não existe. Usar e abusar dele só nos faz não sair do lugar.

Sinceramente, não sei se a cura chegará. Mas isso não importa agora.

Temos que viver o momento. Temos que viver o hoje . A glicose alterada hoje é que vai gerar maus frutos no futuro. E o futuro pode não chegar se nós não nos cuidarmos.

Por isso, enquanto a cura não chega, vamos nos cuidar. Se não fizermos isso, quem vai fazer por nós? Como vamos gozar das novidades — ou quem sabe da própria cura —  se não estivermos vivos e saudáveis?

Tudo isso só enquanto a cura não chega.

Por enquanto….

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e no app.

Blogs de médicos e especialistas.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)