Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

O Futuro do Diabetes

Por Blog
Carlos Eduardo Barra Couri é endocrinologista, pesquisador da USP de Ribeirão Preto e criador do Endodebate e do Diacordis. Aqui ele mapeia os cuidados e os avanços para o controle do diabetes
Continua após publicidade

Dia Mundial do Sono: que tal medir a circunferência do pescoço?

Se a fita métrica apontar valores iguais ou superiores a 40 centímetros em homens e 35 em mulheres, é sinal de alerta para a apneia obstrutiva do sono

Por Carlos Eduardo Barra Couri
15 mar 2024, 12h05

O Dia Mundial do Sono, marcado no 15 de março, reforça a necessidade de falarmos sobre os diversos distúrbios do sono e seu impacto na saúde global. Infelizmente, durante as consultas médicas o tema “sono” é geralmente pouco abordado.

Dentre os vários distúrbios do sono, um em particular está intimamente relacionado à obesidade, diabetes e às doenças do coração. Trata-se da apneia obstrutiva do sono, uma condição em que a passagem de ar é interrompida de forma transitória inúmeras vezes durante as noites de sono.

Essa interrupção do fluxo de ar faz com que ocorra microdespertares e torne o sono superficial e pouco reparador. Mas como suspeitar da apneia obstrutiva do sono?

Fique de olho em roncos, sono que não devolve a energia da pessoa, necessidade de dormir durante o dia ou sonolência diurna, irritabilidade, redução da memória recente e cansaço.

Continua após a publicidade

+Leia também: Diabetes e apneia do sono: uma relação comum e mortal

Este distúrbio do sono é mais comum em homens, em pessoas com maior idade e na presença da obesidade. E, como o título sugere, naqueles com circunferência do pescoço maior do que 40 centímetros em homens, ou 35 em mulheres.

Além de comprometer a qualidade de vida, a apneia obstrutiva do sono é uma causa de hipertensão e infarto, derrame cerebral e insuficiência cardíaca. Além disso, existe uma relação entre as pausas respiratórias e hipoglicemia na madrugada, aumentando ainda mais o risco do paciente.

Continua após a publicidade

Na ocorrência de casos suspeitos, usualmente o diagnóstico é confirmado com exame do sono. O tratamento varia desde a mudança de estilo de vida para redução do peso corporal, passando por cirurgia de reparação de anormalidades das vias aéreas, até o uso de uma máscara com pressão positiva que impede o fechamento das vias aéreas (chamada CPAP).

Se você está acima do peso e tem diabetes, converse sobre seu sono com seu médico. Sua saúde agradece.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.