Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

Com a Palavra

Por Blog
Neste espaço exclusivo, especialistas, professores e ativistas dão sua visão sobre questões cruciais no universo da saúde
Continua após publicidade

O futuro da patologia já está ao nosso alcance

Novas tecnologias e a inteligência artificial estão revolucionando o trabalho de patologistas na busca por diagnósticos mais ágeis e certeiros

Por Renata Coudry, médica e pesquisadora*
Atualizado em 18 jan 2024, 12h02 - Publicado em 18 jan 2024, 11h48

Melhoria de desempenho, eficiência, segurança e rastreabilidade nos processos são ideais cobiçados por todos os laboratórios. Mas, para alcançá-los com a devida efetividade e, sobretudo, rapidez, é preciso um intenso planejamento. Nesse contexto, a patologia digital pode – e deve – ganhar destaque.

Ela é um caminho para trazer oportunidades inovadoras, com trocas de informação entre especialistas e análises mais assertivas. Além disso, é um mecanismo indireto para trazer incremento na rastreabilidade, segurança para o paciente e qualidade das lâminas examinadas. É o futuro do setor.

Mas vale aqui explicar um pouco melhor sobre essa tecnologia. Ela surgiu em meados da década de 1990, com o desenvolvimento de tecnologias de digitalização de imagens.

+Leia também: A busca por soluções capazes de tornar diagnósticos mais ágeis e precisos

A patologia digital tem implicações significativas na eficiência e precisão dos diagnósticos, pois permite uma análise detalhada das lâminas, com recursos como zoom digital e manipulação de imagens para realçar características importantes.

Ademais, o armazenamento digital das imagens torna mais fácil acessar e recuperar informações passadas, criando um valioso banco de dados de referência para estudos e pesquisas.

Continua após a publicidade

Outro benefício da patologia digital é a capacidade de integrá-la a sistemas de inteligência artificial (IA) e aprendizado de máquina. Com algoritmos avançados, a IA pode auxiliar os patologistas na detecção de padrões, identificação de biomarcadores que direcionam terapias e, até mesmo, no diagnóstico de doenças. Isso melhora a precisão diagnóstica, reduzindo a margem de erro e aumentando a confiabilidade dos resultados.

BUSCA DE MEDICAMENTOS Informações Legais

DISTRIBUÍDO POR

Consulte remédios com os melhores preços

Favor usar palavras com mais de dois caracteres
DISTRIBUÍDO POR

Mas, e no Brasil, será que há espaço para a patologia digital? Penso que não só há, como será inevitável o seu uso em nossa área.

Apesar de termos que lidar com a falta de qualidade e instabilidade dos serviços de internet, o principal fator que favorece (ou quase obriga) a introdução dessa tecnologia na rotina do patologista é a própria escassez desses profissionais.

Temos cada vez menos patologistas se formando, sendo que grande parte acaba optando por permanecer nos grandes centros. Então há uma concentração de mão-de-obra em determinadas regiões.

Continua após a publicidade

Nesse contexto, a patologia digital permite análises mais ágeis, e feitas à distância. E esse futuro, eu acredito, já está acontecendo.

*Renata Coudry é médica pesquisadora no Centro de Investigação Translacional em Oncologia do ICESP, o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo. Atualmente é chefe da área de Patologia da UnitedHealth Group.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.