saudeLOGO Created with Sketch.

Cachorros também têm problema no coração

As doenças cardíacas são cada vez mais comuns entre os cães. Nosso colunista conta no que ficar de olho para proteger seu amigo de quatro patas

Um dos principais problemas de saúde que assustam a espécie humana também atinge os animais. Falo das doenças cardíacas. Um em cada dez cães desenvolve enfermidades no coração. Elas já são a terceira maior causa de morte entre os pets idosos.

A doença cardíaca mais comum entre os cachorros é a degeneração da válvula mitral, uma condição que provoca o refluxo do sangue dentro do coração e leva à insuficiência cardíaca, quadro potencialmente fatal. O problema ocorre com maior frequência em raças de pequeno porte, como poodle, yorkshire, fox terrier, entre outras.

Outro perrengue comum é a cardiomiopatia dilatada, uma disfunção do músculo cardíaco que diminui sua capacidade de contração — com o tempo, o órgão dilata. Nesse caso, quem sofre principalmente são as raças de grande porte, caso de boxer, pastor e dogue alemão, doberman…

Veja também

 

Independentemente da causa da doença cardíaca, o importante é que os donos fiquem atentos aos principais sintomas de que algo não vai bem com o coração — especialmente com o avançar da idade do bicho. É que o diagnóstico e o tratamento precoces são cruciais na recuperação e no controle da evolução da insuficiência cardíaca. Com um acompanhamento veterinário de perto, conseguimos proporcionar um aumento na qualidade e na expectativa de vida desses animais.

Sinais de que o coração está sofrendo

  • Tosse
  • Dificuldade para respirar
  • Perda de peso
  • Diminuição do apetite
  • Cansaço fácil ao se exercitar
  • Língua arroxeada
  • Inchaço na barriga ou nos membros por acúmulo de líquidos
  • Desmaios

Para fazer um diagnóstico correto do que está por trás dessas manifestações, devemos realizar alguns exames nos bichos a partir dos 6 anos de idade ou antes, se o veterinário julgar necessário. A maioria dos testes feitos na cardiologia humana atualmente são replicados no âmbito da saúde animal.

O checkup cardiológico veterinário pode incluir eletrocardiograma, ecodopplercardiograma, raio-X de tórax, holter e medida da pressão arterial. Em alguns casos, ainda solicitamos um complemento com a tomografia computadorizada. Mais recentemente, um exame de sangue conhecido pela sigla BNP tem auxiliado os veterinários a monitorar a evolução e o tratamento da doença cardíaca.

Na maioria das vezes, o plano terapêutico se vale de medicações que ajudam o coração a funcionar melhor e que previnem a progressão do problema, bem como acúmulo de líquidos e outras manifestações capazes de piorar o dia a dia. Além disso, existem dietas especiais à base de rações próprias para cães cardiopatas. Isso garante um suporte nutricional sob medida para os pacientes caninos.

Apesar de parecer assustador receber um diagnóstico de doença cardíaca no seu melhor amigo, saiba que, com todos os avanços tecnológicos na medicina veterinária, hoje temos ótimos recursos para oferecer a ele uma vida tranquila e com muita qualidade.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s