Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Com a Palavra Por Blog Neste espaço coordenado pelo jornalista Diogo Sponchiato, especialistas, professores e ativistas dão sua visão sobre questões cruciais no universo da saúde

Quatro passos para você ter uma alimentação mais saudável em 2021

Planejar as refeições, escolher um lugar calmo para comer e substituir alguns ingredientes são algumas das recomendações

Por Gustavo Brunello, co-founder da Lucco Fit* 21 fev 2021, 12h14

Não é de hoje que ouvimos quão importante é inserir a alimentação saudável na rotina. Já sabemos que uma boa nutrição fortalece o sistema imunológico e auxilia na proteção contra diversas doenças. Alimentos ricos em vitamina C (limão, laranja, abacaxi…), por exemplo, ajudam nosso organismo a ficar mais resistente diante de infecções.

De fato, isso não é novidade para ninguém. Porém, as mudanças provocadas pela maior crise sanitária dos últimos tempos acenderam uma luz vermelha para o que, por muito tempo, deixou de ser o tema central das nossas discussões. O isolamento social tem sido essencial para minimizar a disseminação do coronavírus. Mas, além disso, estamos nos conscientizando cada vez mais da necessidade de nos alimentarmos e nos cuidarmos direito para preservar a saúde física e mental — nos protegendo de dentro para fora.

Ao contrário dos animais, nós não enxergamos os alimentos apenas como fonte de nutrientes. A comida está presente em nossas cerimônias culturais e está diretamente ligada aos nossos sentimentos. Em um período instável como este, é normal que nossas emoções também fiquem volúveis e a gente acabe “descontando” na alimentação.

Assim, muito além dos nutrientes, devemos ter a questão cultural como um ponto relevante para o estabelecimento e as mudanças da dieta. Isso nos pauta aqui na Lucco Fit, por exemplo, quando criamos nossos pratos. Não basta ter receitas saudáveis e práticas. Precisa ter aquele gostinho de comida de vó.

Pesquisas dão conta de que cerca de metade da população mundial atrela sua qualidade de vida à alimentação, seja ela saudável ou não — e 25% desse público possui algum problema de saúde digestiva em decorrência de uma má rotina dietética. Um levantamento da Fiesp aponta, ainda, que oito em cada dez brasileiros buscam uma alimentação mais saudável.

Esses dados só comprovam que temos um campo fértil para disseminarmos ainda mais a importância de termos uma alimentação nutritiva para melhorarmos o bem-estar, a disposição, o sono, a mente… Pensando nisso, e levando em conta a correria da vida moderna e mais enclausurada, proponho quatro passos para orientar você e a família a estabelecerem uma rotina de alimentação mais saudável e tranquila em 2021.

1. Trabalhe sua mente e busque ajuda de um profissional
O primeiro passo para iniciar ou promover uma mudança no seu hábito alimentar é trabalhar e educar sua mente para conseguir regrar e projetar suas vontades e ideias. Precisamos lembrar que ser saudável não é sinônimo de seguir uma dieta. Ser saudável é entender o equilíbrio diário de todas as atividades do dia a dia — trabalho, exercícios, cuidados com a mente, afazeres em casa etc.

Em relação à alimentação, o acompanhamento com um nutricionista faz a diferença não só na motivação, mas também para avaliar o estado nutricional e elaborar um plano alimentar individualizado. Com esse apoio, você consegue ter a dieta ideal, calculada de acordo com sua idade, necessidades calóricas, hábitos, frequência de atividade física e condições de saúde.

Continua após a publicidade

2. Escolha um lugar tranquilo para comer
O segundo passo é tentar fazer suas refeições em um lugar calmo e aconchegante para que você possa usufruir de todo sentimento positivo que o ato de comer tem a oferecer. Muitas pessoas continuam trabalhando de forma remota, e esse é o momento ideal para colocar esse conselho em prática.

Não nos esqueçamos da “teoria dos 21 dias”, que diz que o ser humano precisa de, no mínimo, 21 dias constantes exercendo aquela rotina desejada para mudar seus hábitos.

3. Faça um planejamento 
A ideia principal quando pensamos em rotina saudável é a praticidade. Ter tudo à mão na hora de preparar a comida ou comer facilita a adesão a um menu mais nutritivo. Por isso, deixe os ingredientes previamente separados, procure elaborar as refeições com antecedência e divida o que for preparado em maior quantidade em porções a serem consumidas ao longo da semana.

O planejamento envolve desde a lista de compras do mercado até o espaço disponível no seu freezer para armazenar suas refeições. Dessa forma, você consegue conciliar suas atividades, trabalho, organização da casa e cuidar da família sem comprometer a rotina alimentar.

Praticidade é uma das nossas maiores bandeiras. Sabemos que, quando os consumidores buscam produtos, eles querem, acima de tudo, uma refeição saudável, prática e saborosa. Não é só comida congelada. É gastronomia planejada e pensada para o bem-estar do cliente e da família.

4. Substitua alguns ingredientes, mas não todos
Tudo que é feito ao extremo tende a acabar mais rápido do que o planejado. A questão é que ninguém aguenta comer só salada todos os dias, assim como não é recomendável comer frituras em todas as refeições. O equilíbrio é essencial, assim como a possibilidade de desfrutar de alimentos que nos tragam boas emoções e lembranças.

Assim, recomendo priorizar alimentos de origem natural e utilizar ingredientes com benefícios nutricionais conhecidos, caso da semente de chia, das oleaginosas, da manteiga ghee… Podemos inseri-los nos pratos do dia a dia sem perder seu gostinho caseiro e confortante.

* Gustavo Brunello é co-founder da Lucco Fit

Continua após a publicidade
Publicidade