Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Ler rótulo não é hábito por aqui

Nem quem já apresenta problemas de saúde tem a prática de vistoriar as informações na embalagem

Por Thaís Manarini Atualizado em 22 out 2019, 12h11 - Publicado em 6 set 2016, 10h35

Praticamente 90% dos pacientes encaminhados ao Ambulatório de Nutrição do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, em São Paulo, são obesos. Além disso, costumam sofrer distúrbios metabólicos, como colesterol elevado, pressão alta, diabete… Mesmo assim, um estudo com 330 pacientes da instituição revelou que 62,2% deles não têm o cuidado de ler os rótulos dos alimentos. Conduzida pela nutricionista Aline Santos Monteiro, a investigação foi apresentada recentemente no congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. “Se quem já tem doença e precisa se preocupar não lê, imagina entre a população saudável”, raciocina a nutricionista Cristiane Kovacs, orientadora da pesquisa. Para ela, fatores como tamanho da letra e falta de clareza favorecem a preocupante situação.

No que prestar atenção (ou não)

Calorias: só importam se a meta é perder peso. O melhor é focar nos nutrientes.

Gordura saturada: o alimento não deve ter mais de 3 gramas por porção. O excesso faz mal.

Continua após a publicidade

Gordura trans: é nociva à saúde. Certifique-se de que não está na lista de ingredientes.

Sódio: se a porção somar mais de 400 miligramas, cuidado! Há um exagero do mineral.

Fibras: pode ficar feliz caso o alimento tenha mais de 15% do valor diário (VD) da substância.

O mistério da lista

Dos pacientes entrevistados, 76,7% disseram não conhecer a lista de ingredientes. “É um número bem alto. Até porque é ela que realmente indica o que o alimento tem”, analisa Cristiane. A lista é ordenada de forma decrescente. Ou seja, os primeiros itens aparecem em maior quantidade na comida.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Acesso imediato ao app da Veja Saúde, com as edições digitais, para celular e tablet.

a partir de R$ 9,90/mês