Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Acupuntura contra a fibromialgia

Combinada a outros cuidados clássicos, a acupuntura ameniza as repercussões dessa condição dolorosa por natureza

Por Karolina Bergamo - Atualizado em 6 fev 2020, 18h48 - Publicado em 14 nov 2016, 10h30

Vem da Espanha uma descoberta capaz de enriquecer o rol terapêutico contra a fibromialgia, síndrome que provoca dores em diversas áreas do corpo e, não raro, resiste ao tratamento-padrão. Atenta ao fato de que boa parte dos portadores busca alguma abordagem complementar, uma equipe do Centro de Saúde Doña Mercedes, em Sevilha, decidiu inspecionar o efeito da acupuntura em 153 pacientes. Ao comparar o grupo submetido a sessões customizadas a outro que recebeu picadas de mentirinha, os especialistas notaram que a técnica reduziu em 41% as queixas de dor após dez semanas de aplicação.

“A acupuntura pode ser usada, em um primeiro momento, para aliviar esse sintoma e permitir que o indivíduo volte a se exercitar”, avalia o médico Eduardo Paiva, da Sociedade Brasileira de Reumatologia. Exercícios físicos direcionados representam hoje a principal abordagem não medicamentosa. “O tratamento é multiprofissional, combina várias terapias e não dispensa os remédios”, lembra Paiva.

Além do remédio

Outras práticas que podem ser úteis contra a fibromialgia

Atividade física

Exercícios leves e aeróbicos permitem restabelecer o vigor e a qualidade de vida em geral.

Continua após a publicidade

Meditação aquática

Esvaziar a cuca numa piscina quentinha ajuda a diminuir os desconfortos.

Massagem

Os toques podem atenuar as dores. Mas alguns tipos, como massagem clássica e shiatsu, são evitados.

Termoterapia

Compressas quentes auxiliam a melhorar a circulação e a relaxar a musculatura.

Continua após a publicidade
Publicidade