Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 5,90/mês

Tomate: é melhor guardar dentro ou fora da geladeira?

Pesquisadores alemães avaliaram qual método de armazenamento interfere mais no sabor e na integridade do vegetal

Por Thaís Manarini - Atualizado em 17 jul 2020, 10h49 - Publicado em 24 jul 2020, 09h00

Cientistas da Universidade de Göttingen, na Alemanha, guardaram tomates maduros dentro da geladeira (a 7 ºC) e também os deixaram em temperatura ambiente (cerca de 20 ºC). Após alguns dias, experts treinados para fazer avaliação sensorial foram convidados a prová-los. Resultado: do ponto de vista de sabor, nenhuma diferença ficou evidente.

A nutricionista Renata Guirau, do Oba Hortifruti, em São Paulo, não se surpreende. “A forma de guardar está mais ligada à conservação do alimento”, afirma. “Para um item perecível ter validade maior, o ideal é armazenar sob refrigeração mesmo”, ensina.

Ela lembra, ainda, que muitas regiões brasileiras são mais quentes do que o local da pesquisa alemã — e, no calorão, o tomate estraga mais rápido. Neste caso, a geladeira leva vantagem.

 

Foto: MistikaS/Getty Images/SAÚDE é Vital

 

Continua após a publicidade
Publicidade