Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Vai um suco de jabuticaba para domar a glicose?

Em experiência brasileira, estratégia ainda ofereceu proteção antioxidante

Por Thaís Manarini
18 mar 2022, 14h24

Um time da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) recrutou 16 voluntários e, para metade deles, ofereceu 250 mililitros de suco de jabuticaba antes de uma refeição com carboidratos. O restante tomou uma bebida que parecia o suco, mas não era.

Segundo o engenheiro de alimentos Mário Maróstica, os resultados em gente como a gente corroboram achados que o grupo de pesquisa já via em animais. “Entre as pessoas que tomaram o suco, houve uma melhora no status antioxidante e na modulação de uma substância chamada GLP-1, que interfere no controle da glicemia”, revela.

Na prática, o primeiro efeito turbina a proteção contra doenças, enquanto o segundo está ligado a uma maior liberação da insulina, hormônio que garante o aproveitamento do açúcar no sangue.

“Para nossa surpresa, isso ocorreu em indivíduos saudáveis”, diz o professor, que ficou empolgado com os potenciais benefícios para o público com diabetes.

Continua após a publicidade

+ Leia também: Jabuticaba: conheça os benefícios da nossa joia nacional

Riqueza na casca

Compostos fenólicos e fibras merecem os louros. Como aproveitar:

  • No copo
    Ok, o invólucro da fruta é resistente à beça. Logo, o jeito mais prático de consumi-lo é de fato no suco, batendo a jabuticaba no liquidificador.
  • Como farinha
    Basta assar a casca por algumas horas e, na sequência, triturar no liquidificador. Use em pães, biscoitos, bolos, salada de frutas e vitaminas.
Compartilhe essa matéria via:

A receita da pesquisa

De acordo com o professor Maróstica, o suco ofertado aos voluntários foi preparado no laboratório da Unicamp a partir de um processo de alta pressão.

“Trata-se de uma tecnologia diferente, que preserva os compostos bioativos da jabuticaba”, conta. Por isso, ele frisa que a equipe não avaliou receitas caseiras — e não existe equipamento doméstico que simule o processo do estudo.

“De qualquer forma, consumir a fruta fresca é uma boa alternativa, sempre junto a uma dieta saudável como um todo”, orienta.

Continua após a publicidade
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.