Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Rótulos de alimentos ainda trazem riscos aos alérgicos

Levantamento mostra que as embalagens deixam a desejar nos avisos sobre a presença de ingredientes alergênicos nos produtos

Por Goretti Tenorio - Atualizado em 25 jan 2020, 11h30 - Publicado em 25 jan 2020, 10h30

Feito em estabelecimentos de Jandaia do Sul (PR), um estudo da Universidade Federal do Paraná avaliou 72 alimentos, entre os mais corriqueiros na mesa dos brasileiros. O resultado acende um alerta para os alérgicos: “Embora a maior parte esteja em conformidade com as regras, ainda existem produtos sem as devidas advertências”, revela o engenheiro de alimentos e coordenador da pesquisa, Raimundo Tostes de Oliveira.

A rigor, nenhum grupo se mostrou isento de falhas, mas entre os cereais a situação foi das mais preocupantes: 20% não traziam menção sobre o potencial de risco dos ingredientes.

“As informações são essenciais para quem já sabe que é alérgico, além de terem caráter educativo, incentivando as pessoas a buscarem diagnóstico diante de reações a determinado alimento“, defende Oliveira.

*Quantidade de embalagens nas quais faltam informações obrigatórias por lei. Fotos: Alex Silva e Akepong Srichaichana/Eyeem/Getty Images / Gráfico: Eduardo Pignata/SAÚDE é Vital

 

Continua após a publicidade
Publicidade