Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Maneirar no sal diminui idas ao banheiro na madrugada

Urinar na calada da noite afeta a qualidade de vida. Mas o problema pode ser controlado com ajustes na dieta

Por Ana Luísa Moraes Atualizado em 11 jun 2020, 10h19 - Publicado em 28 mar 2017, 16h57

Noctúria é, em resumo, uma disfunção na qual a pessoa acorda duas ou mais vezes para ir ao banheiro por noite. Relativamente comum em pessoas acima dos 60 anos, ela perturba o sono e aumenta o risco de quedas e escorregões na madrugada. Ainda bem que um novo estudo da Universidade de Nagasaki, no Japão, parece ter apontado uma forma de amenizar tamanha chateação.

No trabalho, alguns voluntários que sofrem de noctúria minimizaram o consumo diário de sal em 25%. Em média, eles passaram de 10,7 gramas para 8 — ainda acima do limite de 5 gramas preconizados pela Organização Mundial da Saúde. Após 12 semanas, a necessidade de esvaziar a bexiga caiu de 2,3 vezes por noite para 1,4.

Por outro lado, aqueles que aumentaram a ingestão de 9,9 para 11 gramas passaram de 2,3 para 2,7 viagens noturnas ao toalete. “Esse é o primeiro estudo a medir como o consumo de sódio afeta a frequência urinária”, disse o autor do estudo, Matsuo Tomohiro, em um comunicado.

Apesar de a análise indicar que ajustes no cardápio — como colocar menos sal nos preparos e valorizar ingredientes naturais — ajudam a contornar o problema, é importante consultar um médico se você estiver acordando para se aliviar. Isso porque a noctúria pode ser sinal de algo mais grave, como falência renal, diabete e hiperplasia da próstata (o aumento desse órgão).

Por aqui, os dados da investigação japonesa soam como um alerta, já que o brasileiro consome, em média, 12 gramas de sal por dia. É mais do que o dobro do recomendado! Como principal consequência, cerca de 15% da nossa população sofre de hipertensão.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Acesso imediato ao app da Veja Saúde, com as edições digitais, para celular e tablet.

a partir de R$ 9,90/mês