Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Cuidado com o “melzinho do amor”

Pesquisa detecta substâncias sintéticas no produto, que é vendido de forma clandestina como solução natural para melhorar o desempenho na cama

Por Thaís Manarini 20 nov 2021, 14h10

O produto é vendido como uma solução 100% natural para turbinar o desempenho na cama. Porém, pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) analisaram amostras e identificaram dois remédios de origem sintética na fórmula — um deles é o Viagra.

O médico Carlos Da Ros, coordenador do Departamento de Sexualidade da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), ressalta que a venda desses sachês é proibida pela Anvisa. E eles podem oferecer riscos, já que não se sabe a dose exata das medicações nem os efeitos da combinação.

Um dos perigos citados é o priapismo, uma ereção prolongada. “Isso pode destruir a musculatura do pênis e deixar o paciente impotente depois”, informa o urologista.

Continua após a publicidade

Publicidade