Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Fisioterapia inteligente para pessoas com dores crônicas

Startup promove atendimento fisioterápico personalizado e baseado em evidências para ajudar a lidar com as dores

Por Da Redação
19 dez 2022, 13h41

A fisioterapia, uma das principais áreas da saúde a lidar com dores, ainda pena com a falta de critério científico no momento de aplicar recursos e medidas em prol dos pacientes. Estima-se que apenas 15% dos profissionais brasileiros sigam as diretrizes internacionais para avaliar e tratar problemas musculares e esqueléticos.

A healthtech Tato foi concebida justamente para mudar essa situação e oferecer uma jornada individualizada e amparada em estudos aos pacientes com dores. O projeto é o vencedor da categoria Healthtech do 5° Prêmio Dasa de Inovação Médica com VEJA SAÚDE.

“Nós atuamos com operadoras de saúde, empresas ou parceiros e criamos linhas de cuidado personalizadas, sempre seguindo as melhores evidências e respeitando as necessidades e os desejos dos usuários”, resume o fisioterapeuta Rafael Krasic Alaiti, CEO da Tato.

Por meio de uma plataforma virtual, profissionais qualificados ouvem as queixas da pessoa e planejam o acompanhamento e as sessões de reabilitação com o apoio de algoritmos que se baseiam em guidelines técnicos reconhecidos globalmente.

Continua após a publicidade

+ Leia também: Inteligência artificial ajuda na análise de biópsias

“Muitos dos exames e cirurgias prescritos nessa área são desnecessários. Ao fazermos uma boa avaliação, às vezes conseguimos evitar essas situações e recomendar a melhor intervenção possível”, destaca Alaiti.

“Ao mesmo tempo, a triagem é capaz de levantar a suspeita para doenças graves, que podem estar por trás da dor reportada”, completa o fundador da startup.

Continua após a publicidade

Todos os indivíduos atendidos pela Tato são monitorados ao longo da jornada de cuidado e, dependendo do contexto, realizam sessões virtuais de fisioterapia, com o profissional ao vivo do outro lado da câmera ou por meio de uma gravação.

A abordagem, mais inteligente e científica, melhora a resposta às sessões, reduz faltas ao trabalho, minimiza eventuais riscos do tratamento e ajuda a racionalizar o uso de recursos. Ganhos para o paciente, o contratante e o sistema de saúde.

Compartilhe essa matéria via:

Trabalho vencedor: Gestão de cuidado e telerreabilitação para pessoas com dor musculoesquelética
Autores: Rafael Krasic Alaiti, Leandro Fukusawa, Lucas Nery e Hélio Nichioka.
Startup: Tato Fisioterapia Inteligente.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.