Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Ter um propósito na velhice faz a diferença para a saúde

Dar início a novos projetos, hobbies ou trabalhos é uma maneira de manter a integridade do corpo e da mente após os 50 anos de idade

Por André Biernath
Atualizado em 9 fev 2020, 11h35 - Publicado em 9 fev 2020, 10h35

O que faz você levantar todas as manhãs? Segundo um estudo da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, a resposta a essa pergunta tem impacto direto na saúde de quem já passou dos 50 anos. Após aplicar um questionário que avaliou o bem-estar de 6 985 pessoas acima dessa faixa etária, o grupo de pesquisa concluiu que aquelas sem um forte propósito de vida apresentavam maior taxa de mortalidade ao longo dos anos.

O trabalho, publicado no prestigiado periódico científico The Journal of the American Medical Association, incentiva a adoção de políticas públicas para acolher quem está desamparado e sem rumo.

“Nessa fase, é preciso descobrir novas motivações e ficar atento ao isolamento social, que pode levar à depressão”, alerta o médico Carlos André Uehara, presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

Quatro mensagens para descobrir novos sentidos e angariar disposição

Planos em ação: sabe aquela ideia que você deixou engavetada na cabeça por todos esses anos? Hora de executá-la.

Continua após a publicidade

Ofício não é tudo: por mais que o trabalho seja importante, ele não deve ser a única razão para permanecer motivado.

Redes de suporte: procure grupos de apoio próximos de casa. Pode ser num clube, numa igreja, num centro de convivência…

Sinais alarmantes: tristeza que não passa e pouca vontade de sair ou interagir são preocupantes. Procure um médico.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.