saudeLOGO Created with Sketch.

Ter um bicho do seu lado na velhice faz a diferença

Carinhos e cuidados com os pets se traduzem em menor risco de problemas psicológicos e cardíacos entre quem já passou dos 60

O Centro de Nutrição e Bem-Estar Animal Waltham, na Inglaterra, fez uma revisão de todos os estudos publicados na última década sobre a interação entre animais de estimação e pessoas mais velhas. A conclusão aponta os mais diversos benefícios para a parte humana da relação: os indivíduos se sentem menos sozinhos, têm mais propósito de vida e encaram menor risco de depressão e doenças do coração.

“Já ouvíamos relatos de que essa proximidade com os pets traz alegria e bem-estar. Agora temos a comprovação científica dessas observações”, diz a veterinária Carolina Padovani, representante da entidade no Brasil.

O próximo passo é aprofundar esses conhecimentos e ver de que maneira a convivência com os bichos altera mesmo os níveis de hormônios ligados às emoções e ao estresse.

Fatores para levar em conta antes de comprar ou adotar

Pesquise: procure informações sobre as raças e prefira aquelas que se encaixam mais na sua rotina e personalidade.

Calcule: coloque na ponta do lápis todos os gastos que você terá com alimentação, higiene e veterinário.

Planeje: todo animal precisa de atenção. Então ajuste seu dia a dia e consiga alguém caso precise viajar.

Varie: tartarugas, pássaros, peixes… Existem outras opções além de cães e gatos. Só é preciso ter o ambiente adequado.