Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Informação confiável sobre saúde garante mais qualidade de vida

Conhecimento é chave para assumir atitudes responsáveis para o bem-estar e tomar decisões sobre como cuidar do corpo e da mente

Por Abril Branded Content
22 set 2022, 11h30

Informar-se, ter uma atitude ativa e responsável a respeito da própria saúde, conhecer a si mesmo e estar atento aos sinais do próprio corpo são princípios que percorrem o conceito de autocuidado. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o chamado letramento em saúde, ou seja, a capacidade de obter, processar e compreender informações de forma a tomar decisões apropriadas quanto ao autocuidado, é determinante tanto na prevenção quanto no controle de doenças. 

“Nesse sentido, ainda há muito o que fazer quando se trata de orientar e educar a população, sobretudo considerando a dificuldade em identificar notícias falsas sobre saúde e escapar de seus efeitos negativos”, diz Marli Sileci, vice-presidente executiva da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para o Autocuidado em Saúde (Acessa).  

Fake news têm de fato grande potencial de impacto negativo sobre a saúde física e mental. O enfrentamento da pandemia de Covid-19 deu ainda mais relevância ao tema – de orientações desencontradas sobre como se proteger do vírus a opiniões distorcidas a respeito da segurança e eficácia das vacinas, fomos bombardeados por notícias falsas que dificultaram o controle da doença. “Por outro lado, o momento despertou também maior preocupação em relação à veracidade dos conteúdos compartilhados, abrindo caminho para uma população mais esclarecida e consciente da necessidade de encontrar fontes confiáveis”, pondera a executiva da ACESSA. 

Esse movimento é cada vez mais importante, uma vez que a desinformação causa estragos tanto no corpo quanto na mente. De acordo com a OMS, ao longo da pandemia, conteúdos incorretos aumentaram a sensação de insegurança e turbinaram casos de ansiedade e depressão. “Estudos sugerem que informações falsas alcançam mais pessoas do que as verdadeiras nas redes sociais. Esse é um fenômeno que os psicólogos chamam de ‘viés negativo’, que ocorre quando se foca mais o que é potencialmente prejudicial do que aquilo que é útil”, descreve Marli Sileci. A executiva resume maneiras de minimizar essa carga negativa e encontrar boas fontes de informação.

Continua após a publicidade
  • A checagem da fonte é essencial.
  • Além disso, leia a matéria completa (além dos títulos e manchetes).
  • Identifique o autor, cheque a data de publicação, avalie as evidências de apoio ao conteúdo propagado (estudos, guias, consensos).
  • Cheque os vieses (se há algum conflito de interesse).
  • Recorra a fontes confiáveis (entidades de classe, de profissionais e veículos sérios de comunicação).

O valor do autoconhecimento

A consciência a respeito do próprio bem-estar permite que a pessoa consiga identificar as áreas que precisam ser melhoradas e diferenciar as situações que podem ser controladas sem ajuda médica daquelas que exigem uma avaliação profissional. “O autoconhecimento é uma ferramenta essencial para observar seu corpo, seus pensamentos e sentimentos, e perceber as reações em relação a momentos, situações, pessoas e locais. Ele pode auxiliar na identificação de sinais e sintomas que não são comuns à sua vida e mostram que sua saúde precisa de mais atenção”, pontua Marli Sileci. No aspecto emocional, conhecer a si mesmo favorece a percepção sobre comportamentos capazes de interferir nas relações familiares, sociais e de trabalho e que podem prejudicar o equilíbrio mental.

“Para diminuir os efeitos negativos das preocupações e incertezas, a criação de bons hábitos é importante, e o autoconhecimento pode ser um aliado nessa luta”, observa Marli Sileci. “Mas é bom destacar que quadros de depressão e ansiedade são doenças sérias e precisam de assistência profissional para serem devidamente tratados. A ACESSA apoia a busca por esse tipo de ajuda, que vai otimizar as ações de autocuidado no dia a dia”, alerta.

Continua após a publicidade

O autoconhecimento facilita, ainda, a interação médico-paciente – saber seu histórico familiar, se as vacinas estão em dia, se a pressão arterial tem estado acima do indicado, por exemplo, impacta a tomada conjunta de decisões e faz diferença na adesão ao plano de tratamento e eventuais mudanças no estilo de vida. “O empoderamento para cuidar da própria saúde vem do autocuidado todos os dias, sete dias por semana. Essa prática se refere a ter tempo para executar ações capazes de melhorar tanto a saúde física quanto a mental”, conclui a VP da ACESSA.

1º Prêmio de Autocuidado em Saúde ACESSA

Embasada nos pilares do autocuidado, a premiação foi lançada em 24 de julho de 2022 e apresenta quatro categorias:

Continua após a publicidade

COMUNICAÇÃO EM SAÚDE

Contempla dois pilares do autocuidado: informação em saúde e autoconhecimento e saúde mental. Está aberta a soluções para promover a capacidade dos indivíduos em obter e entender informações básicas em saúde, assim como a iniciativas em prol do bem-estar mental e autoconsciência.

ESTILO DE VIDA 

Continua após a publicidade

A partir dos pilares atividade física e alimentação saudável, abrange pesquisas e demais iniciativas com foco em oferecer opções para vencer o sedentarismo e buscar uma dieta equilibrada como forma de melhorar o funcionamento do organismo e prevenir doenças.

PROMOÇÃO À SAÚDE

Baseada nos pilares consciência de atitudes de risco e boa higiene, é destinada a campanhas e intervenções que visem evitar ou reduzir comportamentos que aumentem o risco de doenças ou morte e práticas pessoais ou ambientais que previnam a propagação de doenças.

Continua após a publicidade

USO RACIONAL DE MIPS E OUTROS PRODUTOS 

Abrange soluções que se apoiem no pilar do uso racional e responsável de medicamentos isentos de prescrição e outros produtos e serviços para o autocuidado, envolvendo o gerenciamento seguro e eficaz da saúde do indivíduo (e quaisquer doenças cotidianas ou condições menores), quando apropriado, utilizando-se de medicamentos, produtos ou serviços sem a necessidade de prescrição de um profissional de saúde.

Veja o regulamento completo, saiba como participar e conheça os jurados no site da premiação: premioautocuidadoacessa.com.br.

Para mais informações, envie mensagem para premioautocuidadoemsaudeacessa@gmail.com.

Sobre a ACESSA 

Trata-se da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para o Autocuidado em Saúde, que visa ampliar o debate sobre o autocuidado em saúde perante os diversos públicos que integram essa equação. Por meio do desenvolvimento e envolvimento de todos os protagonistas da cadeia, nossa missão é atuar no sistema de saúde para que as pessoas possam tomar decisões em relação ao autocuidado de forma responsável, consciente e segura, promovendo, assim, mais saúde e maior liberdade de escolha. Saiba mais em nosso site clicando aqui.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.