saudeLOGO Created with Sketch.

Enxaqueca abala a memória e o raciocínio

Mais do que a dor de cabeça em si, a condição pode prejudicar a comunicação entre os neurônios e comprometer a cognição

Não bastasse a sensação de que o crânio vai explodir, seguida de náuseas e pioras diante de luz ou barulho, a enxaqueca ainda sabota a capacidade de se focar e se lembrar das coisas. É o que aponta uma experiência da Universidade Federal de São Paulo com 26 portadores do problema.

Nos testes, 21 participantes apresentaram dificuldades para processar e memorizar informações — e todos estavam fora do período de crises e não tinham perda auditiva. “A enxaqueca afeta a transmissão de estímulos no cérebro, e as funções cognitivas dependem que isso ocorra direito”, arrisca uma hipótese a neurologista Thaís Villa, que orientou o trabalho.

Prevenir para remediar

Os especialistas acreditam que o tratamento da dor de cabeça crônica, que inclui a prevenção das crises, é o caminho para driblar eventuais falhas cognitivas. Isso inclui remédios para reequilibrar a conexão entre os neurônios, prática de atividade física e a fuga dos elementos que servem de gatilho – e aí entram alguns alimentos, bebidas, excesso de esforço, aromas mais intensos…