saudeLOGO Created with Sketch.

Brasil é o país mais deprimido e ansioso da América Latina

Um relatório divulgado pela Organização Mundial de Saúde analisou como anda a saúde mental no globo. E os nossos resultado são especialmente preocupantes

Nos últimos dez anos, o número de pessoas com depressão aumentou 18,4% — hoje, isso corresponde a 322 milhões de indivíduos, ou 4,4% da população da Terra. Os dados vieram à tona em um relatório recente realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Para piorar, os brasileiros estão levando esses índices para o alto. No nosso país, 5,8% dos habitantes sofrem com a desordem, a maior taxa do continente latino-americano. A faixa etária mais afetada varia entre 55 e 74 anos.

“Apesar de a depressão atingir sujeitos de todas as idades, o risco se torna maior na presença de pobreza, desemprego, morte de um ente querido, ruptura de relacionamento, doenças e uso de álcool e de drogas”, atesta o relatório.

 

 

O Brasil também é campeão mundial no índice de ansiedade: 9,3% da população manifesta o quadro. Essa disfunção engloba várias outras, como ataques de pânico, transtorno obsessivo-compulsivo, fobias e estresse pós-traumático.

O sexo feminino é o que mais sente as consequências — 7,7% das mulheres são ansiosas e 5,1% são depressivas. Quando se trata dos homens, a porcentagem cai para 3,6% em ambos os casos.

Leia mais: Alimentação combate a depressão

O documento ainda mostra uma possível causa para a taxa elevada de problemas mentais que o mundo presencia atualmente: “Esse crescimento é sentido principalmente em países com menor renda, porque a população está aumentando e mais gente está vivendo até a idade em que depressão e ansiedade são mais comuns”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Carlos Pereira

    Tenho 65 anos, sou Administrador. O Brasil nunca foi um país de manter um equilíbrio em seus contratos sociais. A crise atual, sempre teve. Estamos bem e de um momento para outro muda a regra do jogo. Hoje deparamos com mudanças na CLT, mudanças na previdência social, planos de saúde cada vez mais longe de pessoas acima de 59 anos, Governantes gastam em excesso, desviam verbas, e sempre quem paga é o povo. Não existe mais classe média a divisão agora é ” quem tem e quem não tem”. Como viver sem depressão, sem preocupação, dentro de um país instável em suas políticas sociais.

    Curtir

  2. Joanderson Evangelista

    a Depressão e o mal do século pois ,a doença tem um alvo muito grande para as mulheres quando e uma doença que deixa a sua sequela psiquicas então a sociedade no modo geral devem se cuidar melhor , praticar atividades física pois a pratica de atividades fisicas diminui os sintomas da depressão , um bom tratamento e a psicoterapia para a sociedade pois a psicoterapia vai trabalhar em conjunto com a patologia psiquica e os neurônios , então a sociedade precisa mais cuidados psiquicas ;

    Curtir