Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

8 possíveis tratamentos para a depressão

Existem várias formas de cuidar desse transtorno psiquiátrico. Listamos as principais

Por André Biernath - Atualizado em 10 out 2017, 11h38 - Publicado em 9 out 2016, 13h00

A depressão já atinge praticamente 10% da população mundial e a projeção aponta um triste crescimento. Tratar a condição, que é considerada o mal deste século, nem sempre é uma tarefa simples — mas é extremante necessária para reestabelecer a qualidade de vida dos pacientes. Listamos algumas das estratégias disponíveis para lutar contra o problema.

1- Tricíclicos

Comprimidos que aumentam a oferta de serotonina e outros neurotransmissores na cabeça. É uma das classes mais antigas.

2- Imaos

Continua após a publicidade

Remédios que inibem uma enzima que destrói substâncias do bem-estar mental. Só que dão muitos efeitos colaterais.

3- Inibidores

Os inibidores seletivos de recaptação de serotonina aumentam a disponibilidade do mensageiro químico entre os neurônios.

4- Outras drogas

Continua após a publicidade

Existem categorias que elevam a carga de vários elementos da massa cinzenta, como a noradrenalina e a dopamina.

5- Eletricidade

Choques elétricos controlados são uma abordagem bastante efetiva, principalmentenos casos graves.

6- Magnetismo

Continua após a publicidade

Ainda em testes, aparelho emite pulsos eletromagnéticos no crânio do paciente. Os resultados iniciais são promissores.

7- Psicoterapia

A terapia cognitivo-comportamental (e os demais métodos) é uma aliada crucial na resolução e superação dos conflitos.

8- Vida saudável

Continua após a publicidade

Uma dieta equilibrada e, principalmente, a prática de atividade física prestam uma senhora ajuda na recuperação.

Publicidade