Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Rainha da Suécia promove premiação a enfermeiros do Brasil

Iniciativa, que já ocorre em outros países, pretende reconhecer ideias e o trabalho dos profissionais de enfermagem. A criadora do prêmio conta os porquês

Por Diogo Sponchiato
27 out 2021, 12h41

O Prêmio de Enfermagem Rainha Silvia da Suécia estreia sua edição brasileira com a meta de reconhecer profissionais e estudantes de enfermagem com ideias e soluções transformadoras nos cuidados em saúde.

A vontade de criar uma forma de homenagear e estimular a categoria dos enfermeiros veio depois de a majestade sueca acompanhar a entrega dos profissionais na assistência à sua mãe, que sofreu de Alzheimer. A iniciativa começou na nação escandinava em 2012 e hoje contempla versões também na Finlândia, na Alemanha, na Lituânia, na Polônia e nos Estados Unidos.

A chegada ao Brasil tem um quê especial para a Rainha. Afinal, ela é filha de mãe brasileira e viveu parte da infância no país. A monarca, que também se dedica à causa das crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade pelo mundo, se diz ansiosa para conhecer os projetos nacionais.

prêmio enfermagem

Continua após a publicidade

Profissionais e estudantes de enfermagem que atuam no estado de São Paulo – a perspectiva é ampliar para as demais regiões na segunda edição do prêmio – podem participar e concorrer à láurea se inscrevendo até o dia 1º de novembro no site oficial da premiação, que é organizada no Brasil pela healthtech Vibe Saúde. e tem a curadoria técnica do médico Jefferson Gomes Fernandes. A vencedora ou vencedor receberá 6 mil euros e a oportunidade de viajar e fazer um curso fora do país.

Na entrevista abaixo, a Rainha Silvia da Suécia explica a filosofia e as expectativas da premiação.

VEJA SAÚDE: Na visão da rainha, por que é essencial olhar e reconhecer o ecossistema da enfermagem e seu valor ao sistema de saúde?

Rainha Silvia da Suécia: Os enfermeiros são fundamentais para a comunidade e para o sistema de saúde em todo o mundo. Eles são muitas vezes a primeira linha de contato quando se procura um cuidado ou aconselhamento profissional em saúde. Espalham informação, fornecem orientação, oferecem cuidados e diminuem o sofrimento dos pacientes.

No entanto, neste momento, estamos enfrentando um desafio crítico de limitações e escassez no campo da enfermagem e da assistência à saúde por todo o planeta.

+ VEJA TAMBÉM: Enfermagem, a espinha dorsal do cuidado com a saúde

Qual é a filosofia do prêmio?

A ideia por trás do Prêmio de Enfermagem Rainha Silvia da Suécia é elevar as vozes dos enfermeiros para que eles possam ser ouvidos. Esses profissionais são os mais próximos na linha de frente com os pacientes, e entendemos que encontram oportunidades no seu dia a dia para melhorar a vida dessas pessoas.

Assim, precisamos celebrar o impacto e as ideias dos enfermeiros, mas também prover a eles uma capacitação internacional e mais oportunidades de aprendizado e networking.

Continua após a publicidade

Entre os profissionais de enfermagem que já concorreram à distinção na Europa, há alguma história que tenha marcado mais a senhora?

Existem várias ideias maravilhosas vindas dos candidatos ao prêmio nessa rede construída há alguns anos. Ele realmente mostra o escopo criativo na área da saúde e ainda há muitas oportunidades a serem exploradas.

O que mais gosto nessas iniciativas é que muitas delas foram concebidas com um foco em pacientes idosos e no cuidado a quem sofre de demência. A última laureada na Suécia teve a ideia de dar a pacientes isolados a chance de revisitar ambientes familiares através de vídeos em primeira pessoa. São vídeos com seus lugares favoritos que podem ser recordados lentamente, trazendo a esses pacientes boas lembranças.

Continua após a publicidade

Esse projeto teve um significado profundamente significativo no auge da pandemia e poderia ajudar pacientes idosos a minimizar sua ansiedade, revigorar seu espírito e reacender memórias positivas.

Até pelo fato de a senhora ter uma conexão com o Brasil, qual é a expectativa ao trazer a premiação ao nosso país?

É importante reconhecer o trabalho dos enfermeiros por todo o mundo, mas certamente é muito especial para mim levar o prêmio ao Brasil. Os últimos anos têm sido extremamente desafiadores para tanta gente. Eu espero que a premiação ajude a reconhecer os enfermeiros e seu trabalho no país. E estou ansiosa para aprender com as ideias deles e para que essa premiação possa inspirar outras pessoas a se tornarem enfermeiras.

Continua após a publicidade
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.