Clique e Assine VEJA SAÚDE por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Radar da saúde: queixas respiratórias lideram atendimento por telemedicina

Problemas como gripe e Covid-19 encabeçam o top 10 dos motivos para uma consulta médica em 2022. Veja este e outros destaques do nosso radar mensal

Por Diogo Sponchiato
27 jan 2023, 15h31

Com base no histórico de 28 mil teleconsultas realizadas no ano passado no Brasil, a empresa de saúde digital Conexa elaborou um ranking das razões que levam alguém a procurar assistência médica a distância.

E o primeiro lugar ficou com as doenças e os sintomas respiratórios, com 55% dos atendimentos — o posto inclui tosse, dor de garganta e quadros como resfriado, gripe e Covid-19. Na segunda posição, apareceram os problemas gastrointestinais (diarreia, náusea, vômito…), com 16% da demanda, e, na terceira, os transtornos mentais, com 11%.

“Nosso pronto-atendimento digital possui taxa de resolução de 95,2% dos casos. Ou seja, menos de 5% dos pacientes atendidos na plataforma precisam ser encaminhados a um ambiente físico. Esse número reflete o potencial da telemedicina para melhorar a eficiência do sistema de saúde como um todo”, diz Guilherme Weigert, CEO da Conexa.

50 anos do anticorpo monoclonal
(Ilustrações: Isadora Pinheiro/SAÚDE é Vital)

Passado: 50 anos do anticorpo monoclonal

O pontapé para a produção desse tipo de medicamento injetável com objetivos precisos dentro do corpo foi dado em 1973 pelo cientista americano Jerrold Schwaber. Ele obteve a molécula terapêutica depois de cultivar e instruir células híbridas de humanos e camundongos.

Continua após a publicidade

+ Leia também: O que é um anticorpo monoclonal?

Hoje os anticorpos monoclonais atuam contra doenças autoimunes e vários tipos de câncer.

diabetes tipo 1
(Ilustrações: Isadora Pinheiro/SAÚDE é Vital)

Futuro: O primeiro remédio que retarda o diabetes tipo 1

O governo americano aprovou o uso de uma medicação que ajuda a evitar ou postergar o aparecimento do diabetes provocado por uma agressão do sistema imune ao pâncreas.

Continua após a publicidade

O teplizumabe foi testado em pessoas com alto risco de desenvolver a doença — algo apontado por exames. Ainda não há previsão de chegada ao Brasil.

saúde planetária na Finlândia
(Ilustrações: Isadora Pinheiro/SAÚDE é Vital)

Um lugar: Cidade na Finlândia adota conceito de saúde planetária

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), quase uma entre quatro mortes pelo planeta está ligada a condições ambientais. A saída, portanto, seria estruturar cidades capazes de cuidar da saúde das pessoas mas também de zelar pelas questões ecológicas.

+ Leia também: A febre do planeta: como o aquecimento global mexe com a nossa saúde

Continua após a publicidade

Foi o que fez o município de Lahti, na Finlândia, pioneiro em unir essas duas pontas.

abuso de álcool
(Ilustrações: Isadora Pinheiro/SAÚDE é Vital)

Um dado: 1 homem morre a cada 10 minutos por abuso de álcool no Brasil

O uso exagerado ou inadequado de bebida alcoólica continua sendo uma chaga. Mais de 50 mil brasileiros perderam a vida em função disso só em 2020, e 76% dos óbitos atrelados ao álcool correspondem ao sexo masculino, segundo análise inédita do Centro de Informações sobre Saúde e Álcool (Cisa).

As principais causas de morte são cirrose hepática e acidente de trânsito.

Continua após a publicidade
frase de Shunmyo Masuno
(Ilustrações: Isadora Pinheiro/SAÚDE é Vital)

Uma frase: Shunmyo Masuno

“Quando compreendemos que a força da vida está além do nosso controle, fica mais fácil reconhecer quantas coisas caem nessa mesma categoria (…) Então é melhor aceitar as coisas que fogem ao nosso controle. Por mais que cuidemos da nossa saúde, ainda assim podemos nos ferir ou adoecer (…) Maldizer o destino não vai restaurar a capacidade física. Só vai tornar os dias mais sombrios (…) Quando você passa a aceitar as coisas sobre as quais não tem controle algum, é capaz de viver com as circunstâncias (…) e poderá lidar com os fatos a partir de uma perspectiva otimista.”

Shunmyo Masuno, mestre zen-budista japonês, no livro Não Se Preocupe — 48 Lições Zen para Aliviar a Ansiedade (Fontanar)

livro não se preocupe 48 lições zen
(Reprodução/Reprodução)

Não se preocupe: 48 lições zen para aliviar a ansiedade

Autor: Shunmyo Masuno

Tradução: Steffany Dias 

Editora: Fontanar 

Continua após a publicidade

Páginas: 166

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.