Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

O peso das doenças cardíacas no Brasil

Especialista fala sobre o impacto dos problemas cardiovasculares em esfera nacional e o que fazermos para reverter esse quadro

Por André Biernath Atualizado em 14 fev 2020, 18h26 - Publicado em 30 jun 2017, 09h06

A pedido do laboratório Novartis, a empresa de pesquisa Deloitte fez um retrato inédito do impacto social e financeiro dos problemas que atingem o coração. Os dados assustam: no Brasil, só em 2015, foram registrados 334 mil infartos, 44 milhões de diagnósticos de hipertensão e 4 milhões de novos casos de fibrilação atrial ou insuficiência cardíaca, gerando uma conta de quase 57 milhões de reais.

Falamos com a coordenadora do estudo, Lynne Pezzullo, economista e diretora da Deloitte na Austrália:

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Acesso imediato ao app da Veja Saúde, com as edições digitais, para celular e tablet.

a partir de R$ 9,90/mês