Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Novas evidências a favor da dosagem do PSA para flagrar câncer de próstata

Levantamento relaciona queda na realização do teste, cuja importância há anos é debatida, a um atraso no diagnóstico de tumores na glândula

Por Chloé Pinheiro Atualizado em 10 Maio 2021, 12h14 - Publicado em 28 mar 2021, 11h22

O exame de PSA, que mede no sangue os níveis de uma molécula produzida pela próstata para flagrar tumores ali, é alvo há anos de debate entre os médicos. Isso porque, sozinho, ele poderia induzir a erros, já que o aumento do PSA ocorre naturalmente e nem sempre está ligado a doenças sérias. Mas um novo estudo associa a queda na realização do teste nos EUA ao crescimento dos casos de câncer de próstata detectados em estágio avançado naquele país.

A pesquisa foi apresentada e discutida no último congresso da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (Asco) focado em tumores geniturinários. E sinaliza que o exame, quando bem indicado e contextualizado, tem, sim, seu valor.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e no app.

Blogs de médicos e especialistas.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)