Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

A técnica que pode evitar o canal no dente

Esse tratamento é eficiente, mas causa problemas consideráveis - e que poderão ser evitados com um método mais moderno

Por André Biernath - Atualizado em 2 Maio 2018, 18h43 - Publicado em 4 abr 2018, 09h55

Quando a cárie ultrapassou as camadas superficiais do dente e chegou à polpa, a única saída é fazer o canal, em que nervos são retirados e o conteúdo interno é substituído por um material inerte. Apesar de efetivo, esse tratamento torna o dente vulnerável a fraturas e até exige o uso de próteses no futuro.

Mas esse cenário deve mudar, a depender de pesquisadores brasileiros espalhados pelos Estados Unidos. Eles criaram um hidrogel que, ao ser injetado na polpa, permite a criação de uma passagem interna para a circulação de sangue. Isso garante a sobrevivência do tecido.

“Nosso objetivo é regenerar o dente para que ele continue com suas capacidades biológicas”, conta o dentista Luiz Bertassoni, da Universidade de Ciência e Saúde de Oregon. Agora os experts estão inserindo as células-tronco nesse processo para conseguir restaurar completamente a estrutura. É esperar para ver.

Confira abaixo como funciona esse novo método:

Continua após a publicidade

Tratamento do canal

Publicidade