Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

3 mitos sobre o DIU

Estamos falando de um dos métodos anticoncepcionais mais eficazes, mas que ainda é visto com desconfiança pela maioria das mulheres

Por Karolina Bergamo Atualizado em 11 dez 2017, 14h30 - Publicado em 17 out 2016, 10h51

Dispositivos anticoncepcionais intrauterinos: daí vem a sigla DIU. Para quem nunca ouviu falar, trata-se de um método reversível de longa duração — seu efeito se estende de cinco a dez anos. São dois tipos: o de cobre, sem hormônio, e o com progesterona.

Embora tenham vantagens consideráveis – são uma opção para quem, por exemplo, precisa evitar a pílula ou quer uma solução mais prolongada – vêm carregados de mitos que o afastam da população. Desmistificamos alguns na sequência:

1- Quem nunca teve filho não pode usar o DIU

Isso não é verdade. “O DIU não está associado à infertilidade, nem atrapalha uma futura gravidez”, assegura o ginecologista Agnaldo Lopes Silva Filho, da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Segundo o médico, depois de retirá-lo, dá para conceber um bebê imediatamente.

2 – DIU elimina completamente o risco de gravidez

Apesar de ser um dos métodos mais eficazes atualmente, não elimina 100% a probabilidade de engravidar — assim como nenhum dos métodos existentes. Quem utiliza a versão de cobre corre um risco de 0,8% enquanto a versão com hormônios baixa essa taxa para 0,2%. O diferencial é que, ao contrário das pílulas, o DIU não depende da memória das usuárias para funcionar direito.

3 – A mulher que usa DIU está mais sujeita a infecções

“Existe um tabu porque, no passado, o método aumentava o risco de doença pélvica inflamatória. Mas hoje em dia isso não ocorre”, explica Lopes. Se não houver nenhuma condição preexistente, os riscos são mínimos. Estudos indicam que 7 em cada 100 mulheres podem vir a apresentar problemas como rejeição ao DIU — que afinal de contas, não deixa de ser um corpo estranho inserido no útero.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e no app.

Blogs de médicos e especialistas.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês