Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

Experts na Infância

Por Blog
Pediatras e outros experts da Sociedade de Pediatria de São Paulo discutem e ensinam medidas básicas para a criançada se desenvolver com saúde
Continua após publicidade

O banho da criança: um momento rodeado de dúvidas

Da posição certa à escolha dos produtos para a higiene infantil, são muitas as questões que deixam os pais com um nó na cabeça

Por *Selma Hélène
11 dez 2019, 18h29

Os pais encaram um monte de questões ao dar banho nos filhos. Qual a maneira certa de segurar a criança? Qual a temperatura ideal da água? Como posicionar a banheira? Quanto tempo o banho deve durar? Sem falar na escolha dos produtos, como xampu e sabonete, já que devemos evitar irritações e outros problemas de saúde. Vale lembrar que a pele das crianças é mais sensível e ainda está em desenvolvimento.

A temperatura da água deve estar próxima à temperatura corporal (entre 37 e 37,5 °C). Isso ajuda a preservar a camada de proteção da pele, tão importante na defesa contra bactérias, fungos e outros micro-organismos. Afinal, a pele é o nosso primeiro escudo contra as agressões do meio ambiente. Ela funciona como um grande anticorpo, já que nos resguarda de infecções e desidratação, além de regular a nossa temperatura.

Essa estrutura é rica em água e gorduras que, junto com outras substâncias, são essenciais para o seu correto funcionamento e a nossa proteção. Por isso, quando se trata de zelar pelo maior órgão do nosso corpo, todo cuidado é pouco. Nesse sentido, o tempo de banho e a temperatura da água são tão importantes quanto a escolha dos produtos usados na infância.

É importante reforçar que a pele da criança é muito diferente da do adulto, pois é mais fina, com menos gorduras e, principalmente, porque absorve muito mais produtos químicos – como pomadas, cremes, remédios tópicos e cosméticos. Na adolescência, a pele já começa a ficar parecida com a dos mais velhos, porque apresenta uma camada gordurosa mais competente devido ao estímulo dos hormônios.

Continua após a publicidade

Escolhendo o xampu infantil

Em primeiro lugar, esse produto não é indicado no período neonatal (ou seja, nos primeiros 28 dias de vida). Depois disso, a escolha do tipo varia de acordo com as preferências individuais e culturais – mas sem perder de vista todos os fatores citados anteriormente.

Não existem fórmulas pediátricas padronizadas, porém, aqueles produtos que apresentam o pH neutro ou próximo ao da lágrima (pH 7,2) são adequados para o uso em crianças, uma vez que não removem as gorduras – a chamada camada hidro-lipídica.

Além de não alterarem o manto ácido da pele, tão essencial para o seu funcionamento, há outras características importantes para um agente de limpeza para a idade pediátrica: ser mais viscoso, dificultando que escorra nos olhos; ter em sua composição um surfactante suave, aquela substância capaz de remover as gorduras e fazer espuma; e não causar alteração do pH da pele.

Além disso, não pode produzir irritação da pele ou dos olhos nem conter perfumes ou colorantes alergênicos. A fórmula deve ser química, fisicamente estável e, acima de tudo, chancelada pela Anvisa.

Ao seguir essas orientações, é possível garantir um banho gostoso e divertido, que resultará em uma pele e um cabelo saudáveis – sem a chateação de irritações e outros problemas de saúde.

Continua após a publicidade

*Selma Hélène é presidente do Departamento de Dermatologia da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.