Clique e Assine VEJA SAÚDE por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Com a Palavra

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Neste espaço exclusivo, especialistas, professores e ativistas dão sua visão sobre questões cruciais no universo da saúde
Continua após publicidade

Protetor solar: o tipo e o jeito certo de usar

Filtro solar é artigo essencial para ter uma pele saudável — e não só no verão. Médica explica as versões para cada tipo de pele e onde e quanto passar

Por Cintia Cunha, dermatologista*
23 jan 2021, 18h46

Usar protetor solar é o primeiro passo para quem busca uma pele bonita e, principalmente, saudável. É fato que, ao longo do tempo, o sol pode causar manchas, queimaduras, envelhecimento precoce e até câncer de pele. Para utilizar o produto corretamente, precisamos ter em mente três questões: que tipo de filtro solar iremos escolher; qual a quantidade adequada para passar; e como complementar a proteção com outros elementos.

O tipo de filtro escolhido afeta diretamente a satisfação ao usar o produto. Então, o primeiro passo é conhecer as características da sua pele. Seu rosto tende à oleosidade? Tem a pele mista, com brilho e oleosidade apenas na zona T (aquela entre a testa e o nariz)? Nesses casos, convém investir em um protetor solar cujo rótulo estampe classificações como “sérum”, “gel creme”, “gel”, “oil free”, “oil control” ou “anti-oleosidade”. Assim a pele não ficará tão melecada com o uso.

Em casos de pele seca ou sensível, cabe privilegiar produtos com rótulos que especifiquem “creme” , “gel creme”, “loção” ou “hidratante”. Eles funcionam melhor nessas circunstâncias e não geram efeitos indesejados.

A escolha do filtro também deve levar em conta a proteção almejada. Usar produtos com FPS 30 já é bem-vindo, embora hoje a tendência seja procurar proteção mais alta, em torno de 50, para garantir uma pele mais resguardada. Acredita-se que o FPS mais alto possa garantir um tempo de proteção maior.

Em relação à quantidade do produto, devemos nos basear nas recomendações da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), que indica o seguinte para cada parte do corpo:

Continua após a publicidade

● uma colher de chá de protetor solar no rosto, no pescoço e na cabeça
● uma colher de chá para a frente do tronco e outra para a parte de trás
● uma colher de chá para cada braço
● uma colher de chá para a parte da frente de cada perna e outra para a parte de trás de cada perna

Além do filtro solar

Dá para complementar a proteção oferecida pelo filtro. Isso pode ser feito com bonés, chapéus e roupas, e também com base, maquiagem ou mesmo filtros solares com cor. O pigmento contido nessas bases e filtros com cor é particularmente interessante na proteção extra de pessoas que lutam contra manchas, sardinhas e melasma no rosto. Isso porque se comporta como uma barreira física contra a luz visível presente na radiação solar, nas lâmpadas e nas telas do computador e do celular.

Atenção: existem filtros sem cor que oferecem essa proteção, porém, na maioria das vezes, eles não trazem essa informação no rótulo. Então, na dúvida, peça ajuda ao seu dermatologista para escolher a opção ideal.

Continua após a publicidade

Vale ressaltar que não é só o filtro solar que nos ajuda a alcançar uma pele mais bonita e saudável. O uso de cápsulas com vitaminas e outras substâncias com efeito antioxidante também pode complementar o serviço, desde que seja feito sob orientação médica.

Lembre-se de, ao passar o filtro, dar atenção a regiões como pescoço, orelhas, colo e tudo que a roupa não cobre. Se você é daqueles que têm pavor da sensação de algo pegajoso na pele, pode apostar em filtros com fórmula “gel creme”.

E não podemos esquecer das crianças: depois dos 6 anos, elas podem usar o protetor de adulto. Mas, antes disso, priorize os filtros infantis, com fórmulas menos alergênicas — existem produtos para crianças a partir dos 3 meses de idade.

O filtro solar deve ser um hábito agradável em nossa vida. Existem muitas possibilidades e opções no mercado, e encontrar aquela que se encaixa no seu estilo de pele e de vida vai tornar esse hábito um exercício diário de cuidado e carinho com você.

Continua após a publicidade

* Cintia Cunha é dermatologista, especialista em saúde estética, speaker da Galderma e atua em Uberlândia (MG)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.