Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

Com a Palavra

Por Blog
Neste espaço exclusivo, especialistas, professores e ativistas dão sua visão sobre questões cruciais no universo da saúde
Continua após publicidade

Mastigação errada: como identificar e corrigir o problema?

Azia e dores de barriga podem, na verdade, sinalizar uma mordida inadequada. Conheça os principais sintomas desse problema

Por Claudia Consalter, cirurgiã dentista e sócio-fundadora da OrthoDontic*
15 jan 2024, 09h11

Dentes desalinhados não são apenas uma questão estética. Eles podem afetar uma mastigação correta, o que é importante para o sistema gástrico absorver nutrientes e fazer uma boa digestão. Uma mordida inadequada nem sempre é tão aparente, mas apresenta muitos sinais.

O mais facilmente detectado é a presença de estalos ou ruídos na mandíbula durante a ingestão de alimentos. Esses sinais podem indicar problemas na articulação temporomandibular (ATM), então é aconselhável procurar orientação profissional.

Já engasgos frequentes durante as refeições são indícios de que a comida não está sendo processada de forma adequada. Uma mordida eficiente ajuda a quebrar os alimentos em pedaços menores, facilitando a passagem pelo sistema digestivo.

Logo, se os engasgos forem comuns no dia a dia, é hora de fazer uma avaliação.

+Leia também: Remédios psiquiátricos, psicoestimulantes e os impactos no sorriso

Uma mastigação errada é a causa de muitos problemas gastrointestinais, como azia, refluxo e dores abdominais. Muitas pessoas acreditam que esses sintomas podem estar ligados ao estômago, mas, em grande parte dos casos, eles aparecem em decorrência dessa mordida errada.

Quando os alimentos não são devidamente triturados na boca, o estômago acaba tendo dificuldade em processá-los, levando a desconfortos.

Dificuldades de respiração ao comer é outro sintoma. Nesse caso, é possível que o paciente seja um respirador bucal, condição em que a arcada superior não se desenvolve corretamente. Isso compromete a mastigação pela falta de oclusão dos dentes e devido ao desconforto de não conseguir respirar enquanto mastiga.

Identificar o problema é o primeiro passo para corrigir e prevenir consequências mais sérias. Dentre as estratégias que ajudam a aprimorar o modo como você mastiga, estão:

Continua após a publicidade
  • Ter consciência do processo para mudar de hábito
  • Buscar por orientação um profissional especializado, como um dentista de sua confiança
  • Fazer tratamentos ortodônticos
  • Manter hábitos alimentares saudáveis
  • Prestar mais atenção na mastigação e saborear a comida sem pressa

BUSCA DE MEDICAMENTOS Informações Legais

DISTRIBUÍDO POR

Consulte remédios com os melhores preços

Favor usar palavras com mais de dois caracteres
DISTRIBUÍDO POR

Ao prestar atenção à sua técnica de mastigação e buscar orientação profissional quando necessário, é possível garantir uma digestão eficiente e a absorção adequada de nutrientes – promovendo, assim, sua saúde como um todo.

*Claudia Consalter é cirurgiã-dentista formada em odontologia pela Universidade Estadual de Londrina, além de sócio-fundadora e diretora exclusiva da OrthoDontic, uma rede de franquias de ortodontia do Brasil.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.