Clique e Assine VEJA SAÚDE por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Com a Palavra

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Neste espaço exclusivo, especialistas, professores e ativistas dão sua visão sobre questões cruciais no universo da saúde
Continua após publicidade

Biossimilares, uma solução eficaz, segura e mais acessível aos brasileiros

Inspirados nos biológicos, esses medicamentos podem sair mais em conta e ampliar o acesso ao tratamento de doenças reumatológicas e intestinais

Por Michel Batista, farmacêutico e gerente da Celltrion Healthcare*
30 mar 2022, 18h45

Entre tantas doenças que atingem a população brasileira, quero chamar a atenção para duas classes delas, ambas beneficiadas com a expansão dos medicamentos biossimilares no país. Para quem não sabe, biossimilares são fármacos biológicos altamente semelhantes às medicações de referência e desenvolvidos com a mesma complexidade e finalidade das moléculas originais.

O primeiro grupo é o das enfermidades reumáticas, que comporta mais de 120 males que podem acometer as juntas, os ossos, as cartilagens, os músculos, além de ter repercussões na pele e em outras regiões do corpo. É o caso da artrite reumatoide, por exemplo. Seu tratamento tem causado um forte impacto no sistema de saúde brasileiro.

Avaliando um levantamento do Datasus, do período fechado entre setembro de 2019 e agosto de 2020, mais de 100 pessoas foram diariamente internadas em hospitais ligados à rede pública com sinais e sintomas compatíveis com alguma dessas doenças.

O outro grupo é o das doenças inflamatórias intestinais (DII), que compreendem principalmente a doença de Crohn e a retocolite ulcerativa. Segundo a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP), a prevalência das DII no país pode variar entre 12 e 55 casos para cada 100 mil habitantes, dependendo da região e do estudo epidemiológico.

Tanto essas condições como as doenças autoimunes reumatológicas são importantes em termos de abrangência e no que diz respeito ao impacto na qualidade de vida dos pacientes. E, entre os tratamentos disponíveis para o seu controle hoje, contamos com os biossimilares.

Continua após a publicidade

BUSCA DE MEDICAMENTOS Informações Legais

DISTRIBUÍDO POR

Consulte remédios com os melhores preços

Favor usar palavras com mais de dois caracteres
DISTRIBUÍDO POR

Eles são uma alternativa econômica que amplia o acesso à população, uma vez que propiciam uma redução de preço que pode chegar a 50% na comparação com os produtos de referência.

O Brasil conta atualmente com mais de 30 medicamentos biossimilares registrados e aprovados na Anvisa. A adoção desses fármacos vem demonstrando uma efetiva economia de recursos, que permite não só a manutenção de tratamentos como investimentos em outras frentes, tanto no âmbito público quanto no privado.

Compartilhe essa matéria via:

Os biossimilares são fruto de uma tecnologia eficaz, respeitam todos os padrões de pesquisa e segurança e se mostram mais acessíveis ao controle de doenças em nível global. No Brasil, já temos percebido um grande aumento no volume de negociações desses produtos junto às operadoras de saúde verticalizadas e a órgãos municipais, estaduais e federais.

O sistema está entendendo que essa é uma matemática positiva para todas as partes envolvidas. Sobretudo para o cidadão que depende do maior acesso ao tratamento.

* Michel Batista é farmacêutico e gerente sênior de Negócios da Celltrion Healthcare no Brasil

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.