Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

Com a Palavra

Por Blog
Neste espaço exclusivo, especialistas, professores e ativistas dão sua visão sobre questões cruciais no universo da saúde
Continua após publicidade

Biodiversidade brasileira: transformando a natureza em soluções de saúde

Espécies nativas podem dar origem a medicamentos, ajudando a população e a economia. Preservação do ambiente e investimento em ciência são vitais para isso

Por Carlos Zago, médico e CEO da MKM Biotech*
1 jul 2022, 14h12

Quando falamos sobre a biodiversidade brasileira, a imagem que se forma em nossas mentes é, muito provavelmente, um compilado de animais, florestas e rios, dignos de um documentário sobre as belezas naturais do planeta. Porém, a biodiversidade é muito mais do que isso.

Ela é um dos mais valiosos recursos que um país detém e, nesse quesito, o Brasil tem um verdadeiro bilhete premiado nas mãos. Inclusive em relação ao potencial de soluções para a saúde.

Somos um campeão mundial de biodiversidade. Entre a Floresta Amazônica, a Mata Atlântica, o Pantanal, o Cerrado e os Pampas, encontra-se um décimo de todas as espécies do mundo. Estima-se que existam em torno de 55 mil espécies de plantas e mais de 100 mil espécies de vertebrados e invertebrados no solo brasileiro.

+ LEIA TAMBÉM: Biomas brasileiros são fontes de proteínas e fibras alternativas

Como é dito no hino nacional, nossos campos têm, sim, mais flores e nossos bosques realmente têm mais vida. E toda essa riqueza de vida natural pode se traduzir em inovação e riqueza real. Na medicina, muitos dos remédios que utilizamos vêm de compostos naturais extraídos de folhas, sementes, cascas, flores, fungos e até mesmo de outros animais.

O ácido acetilsalicílico era extraído do salgueiro; e hoje temos a versão sintética na forma de Aspirina. A penicilina vem de um fungo. E um dos remédios mais utilizados para controle da pressão arterial, o Captopril, tem seu princípio ativo derivado do veneno da jararaca (uma descoberta brasileira).

Continua após a publicidade

BUSCA DE MEDICAMENTOS Informações Legais

DISTRIBUÍDO POR

Consulte remédios com os melhores preços

Favor usar palavras com mais de dois caracteres
DISTRIBUÍDO POR

Os chamados medicamentos da biodiversidade podem ser compostos mais próximos do produto in natura, como é o caso dos fitoterápicos, ou também podem ser estudados até que se encontre a molécula responsável pelo efeito desejado, que chamamos de princípio ativo.

Em ambos os casos, a identificação de espécies e substâncias promissoras pode gerar patentes, que são adquiridas pela indústria farmacêutica por centenas de milhões de dólares e renderão remédios para a população. Calcula-se que as aquisições de biotecnologia neste ano movimentem cerca de 1,7 trilhões de dólares.

+ LEIA TAMBÉM: Como o aquecimento global mexe com a nossa saúde

Em suma, nossa biodiversidade tem o potencial de dar origem a inúmeros novos medicamentos que poderão salvar vidas e trazer grandes dividendos para o país. Para tanto, precisamos investir cada vez mais na preservação dessas espécies de plantas e animais, bem como nos cientistas que buscam e estudam esses compostos e moléculas de maneira sustentável.

Continua após a publicidade

Neste ano, iremos torcer pela nossa seleção de futebol na Copa do Mundo no Qatar, mas não vamos esquecer que a nossa biodiversidade já é uma verdadeira campeã e que podemos transformar ainda mais a natureza em saúde.

Compartilhe essa matéria via:

* Carlos Zago é médico e CEO da MKM Biotech, empresa de investimentos em biotecnologia e negócios que promovam a saúde e o bem-estar

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.