Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

Com a Palavra Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Blog
Neste espaço exclusivo, especialistas, professores e ativistas dão sua visão sobre questões cruciais no universo da saúde
Continua após publicidade

Avanço da tecnologia facilita correção de problemas de visão com cirurgia

Oftalmologista comenta como as cirurgias para miopia, hipermetropia e astigmatismo evoluíram e se tornaram mais rápidas, efetivas e tranquilas

Por Dr. Gabriel Gorgone, oftalmologista*
Atualizado em 10 abr 2023, 17h07 - Publicado em 16 nov 2018, 10h01

As cirurgias refrativas, como são conhecidos os procedimentos de correção de hipermetropia, miopia ou astigmatismo, podem ser a solução para muitos indivíduos que dependem (e estão cansados) dos óculos ou das lentes de contato. Ao contrário do que algumas pessoas ainda pensam, essas cirurgias se tornaram simples, indolores e rápidas — duram poucos minutos e o pós-operatório é cada vez mais tranquilo.

As técnicas mais modernas de cirurgia refrativa utilizam apenas laser para realizar a correção da visão. Dessa forma, não há cortes com lâminas nem é necessário submeter o paciente a uma internação. Faz-se apenas a anestesia no local, por meio de colírios com essa finalidade.

A recuperação visual também é muito mais ágil. Após o procedimento, recomendamos alguns cuidados específicos por alguns dias, mas, na maioria dos casos, o indivíduo retorna às suas atividades regulares entre 24 e 72 horas.

Atualmente, cirurgiões oftalmológicos do mundo todo já podem realizar cirurgias refrativas de forma totalmente personalizada e, consequentemente, mais segura. Isso porque há uma nova técnica que consiste na correção da visão com base em um exame que mapeia 22 mil pontos da córnea do paciente. Dessa forma, cada olho terá um tratamento corretivo único e muito mais preciso. O método, que é novo no Brasil e, nos Estados Unidos, foi aprovado em 2015, tem deixado os pacientes mais satisfeitos, já que respeita as variações individuais de cada córnea, ponto a ponto.

Continua após a publicidade

A cirurgia de correção da miopia, do astigmatismo ou da hipermetropia permite, muitas vezes, que o cidadão deixe de ser dependente dos óculos ou das lentes, tendo um ganho em qualidade de vida, já que poderá trabalhar, dirigir ou praticar esportes com mais liberdade, conforto e praticidade.

Esses procedimentos são indicados após avaliação médica e liberados a todos os pacientes depois da realização de alguns exames. Se você tem algum problema que atrapalha a visão, consulte um oftalmologista e veja com ele se é elegível à cirurgia.

Dr. Gabriel Gorgone é oftalmologista e membro do corpo médico do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.