Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

Alimente-se Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Comer é muito mais do que ingerir nutrientes. Na receita de uma alimentação equilibrada, também há ingredientes comportamentais, emocionais, culturais e ambientais, como mostra a nutricionista Lara Natacci
Continua após publicidade

Crononutrição: quando você come também é importante

Entenda porque o timing da refeição pode ser tão relevante quanto a quantidade e a qualidade do cardápio

Por Lara Natacci
6 set 2023, 09h55

A crononutrição é a ciência que investiga a relação entre a alimentação e o relógio biológico do indivíduo.

É um conceito que combina dois aspectos essenciais para a saúde e o controle de peso: a nutrição adequada e o respeito ao ritmo circadiano, o tal “relógio” que regula diversas funções do nosso organismo ao longo do dia e da noite.

Essa abordagem considera não apenas o que comemos, mas também quando comemos, levando em conta a influência do horário e do ciclo natural de luz e escuridão.

A área ganhou um interesse considerável nos últimos anos, devido aos seus benefícios potenciais no controle da obesidade e na melhoria da saúde metabólica.

E isso pode ser alcançado por meio de intervenções alimentares programadas, em que a ingestão de alimentos é ajustada ao ritmo de cada pessoa.

Continua após a publicidade

+ Leia também: Jejum faz bem?

Importância do tempo

Quando o ritmo circadiano é afetado, as funções metabólicas podem ser prejudicadas, e isso reflete na balança. Essa conexão entre crononutrição, saúde e controle de peso é explicada por vários fatores:

  • Metabolismo: Algumas funções, como a digestão e o processamento de nutrientes, são mais eficientes durante determinados momentos do dia. Sincronizar alimentação e ritmo biológico pode otimizar o metabolismo e a utilização de energia.
  • Hormônios: A produção de hormônios também segue um padrão circadiano. A insulina, por exemplo, é melhor regulada quando comemos de acordo com nosso relógio interno, o que pode ajudar a evitar picos de glicose no sangue e a sensação de fome descontrolada.
  • Qualidade do sono: Refeições pesadas e ricas em açúcar antes de dormir podem prejudicar o descanso. Por outro lado, escolhas alimentares mais leves e equilibradas à noite podem melhorar a qualidade do sono, o que também está ligado à saúde e ao controle de peso.
  • Ingestão de nutrientes: Respeitar o ritmo circadiano pode ajudar a distribuir a alimentação ao longo do dia, garantindo um suprimento constante de energia e compostos essenciais para as atividades diárias e a manutenção da saúde.
  • Controle de apetite: Comer de forma regular e sincronizada pode reduzir a necessidade de lanches desnecessários e auxiliando no controle de calorias ingeridas.
  • Redução de inflamação: Alguns estudos sugerem que a crononutrição teria esse efeito, o que é importante para a saúde geral e pode ter impactos positivos no controle de peso.

A crononutrição não é uma dieta restritiva, mas sim uma abordagem que busca alinhar a alimentação com o funcionamento natural do corpo.

Ela enfatiza a importância de uma dieta balanceada, rica em nutrientes, e incentiva o respeito ao relógio biológico.

Continua após a publicidade

Como sempre, é importante consultar um profissional de saúde, como um nutricionista, antes de fazer mudanças significativas na sua alimentação, especialmente se tiver condições médicas pré-existentes.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.