saudeLOGO Created with Sketch.

Os principais cuidados com os bichos no Natal e no Ano-Novo

Petiscos estranhos, enfeites e fogos de artifício... Como proteger os pets na temporada de festas

Quem poderia imaginar que a magia natalina, com enfeites tão lindos, ceias elaboradas e casa cheia, pode esconder perigos para os nossos amigos de quatro patas?

Isso mesmo! Nessa época do ano, registra-se um aumento de 20% no número de animais internados decorrentes de acidentes ligados às celebrações.

O principal problema é a ingestão de itens típicos da ceia, como castanhas, doces, pedaços de peru, entre outros. Eles são capazes de gerar diarreia e vômito. Não é raro que, nesses casos, os animais precisem ser medicados e receber soro para se reidratarem e recuperarem.

Os ossos de aves também são abocanhados nesse período, podendo causar perfuração intestinal, uma emergência que requer atendimento imediato.

Uvas e chocolates representam outra ameaça: são tóxicos para os animais e chegam a provocar insuficiência renal ou repercussões neurológicas.

Além dos alimentos, os enfeites natalinos podem virar vilões nessa história. Ao morder as luzinhas das árvores de Natal, por exemplo, os bichos sofrem choques elétricos e queimaduras no boca. Lesões com os estilhaços das frágeis bolinhas decorativas são outro perigo.

Por isso, se você tem um pet em casa, procure utilizar enfeites que representam menor risco. Luzes à pilha e enfeites de jardim à base de energia solar possuem voltagem menor e mais segura. Bolas de plástico, por sua vez, são mais resistentes nas quedas. Outra boa opção são os enfeites de pelúcia.

Veja também

E no Réveillon?

Não pense que, passado o Natal, o assunto está resolvido. Devemos preparar a casa para o Ano-Novo. E isso inclui estratégias para proteger seu pet contra o barulho dos fogos de artifício.

Sério! Nessa época, animais podem descompensar com a queima dos fogos. Uns sofrem do coração, outros chegam a ter convulsões decorrentes do estresse da barulheira. Por isso, prepare um cômodo isolado, retire objetos que possam quebrar no local e organize uma caminha confortável com brinquedos por perto. Tudo para deixar seu amigo seguro e distraído.

O veterinário poderá orientar, ainda, como proteger os ouvidos com o uso de algodão parafinado, aquele que se molda ao conduto auditivo a fim de abafar o som. Também pode prescrever medicações naturais que auxiliam a manter os animais mais calmos.

Para algumas famílias, uma opção é reservar hotéis para os cães durante as viagens. Os animais recebem programação diária com recreação e distração de sobra, ficando longe da bagunça das festas de final de ano que só agrada aos seus donos.

Assim, ao preparar suas festas de fim de ano, não se esqueça de incluir os pets no planejamento. Eles vão agradecer!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s