saudeLOGO Created with Sketch.

Revista SAÚDE mostra que pães podem fazer bem ao organismo

Edição de dezembro de 2011 da publicação traz sete receitas com ingredientes saudáveis

Edição de dezembro de 2011 da revista traz receitas de pães
Foto: Reprodução/SAÚDE


Receitas saudáveis de pães são destaques da edição de dezembro de 2011 da revista SAÚDE. O alimento ganhou novos ingredientes, que afastam ameaças como a obesidade.

À massa de trigo, foram incorporados a aveia, a linhaça, a quinua, o centeio, a castanha- do-pará, a cevada e outros itens, alguns no mínimo inusitados, caso do badalado grão de chia e até o feijão. “No caso, apostamos no feijão-branco, porque seu gosto e sua coloração são menos marcantes do que os de outras variedades”, conta a bioquímica Renata Ramos, da Universidade do Vale dos Sinos, no Rio Grande do Sul.

A professora e o chef Alexandre Baggio desenvolveram um pão com maior percentual de proteína e fibras. “Essa soma de nutrientes prolonga a saciedade e, por isso, contribui para o controle do peso”, explica.

Outro pãozinho de sucesso vem do Rio de Janeiro. Lá a novidade são massas elaboradas com açaí, granola e até iogurte fermentado, que é cheio de micróbios benfeitores. “As bifidobactérias ajudam a equilibrar a flora intestinal e colaboram para as defesas do organismo”, lembra a nutricionista Carla Mendonça, da Los Paderos.

Além das mais variadas sementes e grãos, os farelos – tanto o de trigo quanto o de aveia – são unanimidade quando o assunto é fibra. As fibras ajudam a “frear” o apetite e facilitam o trânsito intestinal e, assim, afastam a prisão de ventre.

O novo pãozinho, entretanto, não vive só de fibra: ele oferece uma gama de nutrientes. Uma delas é o ômega-3. A linhaça é uma excelente fonte dessa gordura protetora das artérias. O pão integral ainda oferece vitaminas do complexo B, que, entre outras funções, destacam-se por beneficiar o cérebro.

Novo Vigilantes do Peso
 

Revista SAÚDE mostra que pães podem fazer bem ao organismo

Método do programa Vigilantes do Peso passará por mudanças
Foto: Reprodução/SAÚDE


A partir de janeiro de 2012 o programa de emagrecimento conhecido como Vigilantes do Peso mudará seus métodos, antecipa outra reportagem da revista SAÚDE. O sistema de pontos, porém, não será renegado. O participante vai continuar recebendo uma cota a ser gasta diariamente e uma extra para ser torrada durante a semana naqueles momentos especiais.

O que de fato muda é a forma como os pontos são atribuídos aos alimentos em geral. Isso porque, se antes eles eram mais baseados nas calorias, agora o foco está na presença e na concentração dos chamados macronutrientes: o carboidrato, a gordura e a proteína.

As fibras, por exemplo, ganham importância por regular a digestão, o que diminui o apetite e os riscos de uma comilança desenfreada. Enquanto 1 grama de proteína ou de carboidrato traz 4 calorias, 1 grama de gordura possui 9. Isso influencia na conta do novo sistema.