Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Obesidade felina: como evitar

Assim como a gente, gatos acima do peso ficam com a saúde comprometida, alerta estudo

Por Redação M de Mulher - Atualizado em 27 out 2016, 21h05 - Publicado em 27 nov 2011, 22h00
Obesidade felina: como evitar

Rações específicas também são recomendadas para gatos que estão acima do peso
Foto: Dreamstime

 

Cada vez mais bichanos se encontram fora de forma, e tamanha fofura, longe de ser inofensiva, está por trás de distúrbios graves. Um trabalho da Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, comprova: gatos gordos tendem a apresentar colesterol desregulado e diabete. Por que eles andam balofos? “Muitos animais ficam sozinhos durante o dia e se tornam sedentários. E, para compensar sua ausência, os donos oferecem petiscos demais”, diz a veterinária Fernanda Fragata, de São Paulo. `

É hora de emagrecer

A obesidade está intimamente relacionada com o equilíbrio entre a aquisição de energia e o seu gasto. Se a ingestão energética for maior do que o seu gasto, isto implicará em aumento de peso.
“Faça seu gato se exercitar, no mínimo, meia hora por dia. Vale, por exemplo, brincar com ele usando bolinhas. Rações específicas também são recomendadas”, orienta Fernanda.

Doenças que a obesidade felina pode causar:

· Diabete;

· Hipertensão;

· Doenças Articulares (tais como Artrose e Artrite);

· Doenças do Trato Urinário;

· Constipação;

· Lipidose Hepática;

· Distúrbios dermatológicos.
 

Publicidade