Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Cuidados essenciais para manter os pés saudáveis no carnaval

Eles são bastante exigidos durante os dias de folia. Mas dá para escapar de rachaduras, dores, bolhas, calos e outros problemas com medidas simples

Por Giovana Feix Atualizado em 26 fev 2019, 18h45 - Publicado em 8 fev 2018, 12h08

Para muita gente, o carnaval é sinônimo de longos períodos pulando, dançando, caminhando… Mas tem quem sofra em meio a tanta diversão: são os nossos pés.

Só que ninguém da SAÚDE vai estragar o clima de folia e pedir para curtir a folia com os pés para o alto – até porque ficar parado faz mal para a saúde! Com base em informações da Associação Brasileira de Estomaterapia, elencamos os segredos para aproveitar o carnaval com saúde (e sem dor!). Confira:

  • Corte as unhas retinhas e não muito curtas

    Essa tática evita que a unha encrave no dedo, o que é mais comum quando ficamos andando de um bloquinho a outro. “Também não corte os cantos nem retire as cutículas”, sugere, em comunicado à imprensa, a enfermeira estomaterapeuta Luciana Catunda, presidente da Associação Brasileira de Estomaterapia – Seção Ceará.

    Se a unha encravar mesmo assim, lembre-se: é importante recorrer a um profissional especializado para não piorar o quadro.

    Escolha meias e sapatos adequados

    Para a hora da folia, é legal deixar que os pés respirem, escolhendo calçados mais abertos e arejados. Isso evita o surgimento de calos e bolhas. “Se for necessário usar sapatos fechados, a melhor escolha são tênis de tecido”, orienta Luciana.

    Quanto às meias, prefira as de algodão, já que absorvem melhor o suor e protegem o pé de fungos e bactérias. Optar por peças claras (de preferência, brancas) é outra boa ideia: elas seguram menos calor que as demais. Também preste atenção ao elástico da meia, que não deve apertar os pés ou as pernas.

    Limpe e proteja os pés

    Para quem transpira muito, é recomendado se valer de antissépticos e caprichar na higienização dos sapatos (fechados ou abertos). Mais: varie entre os calçados e deixe-os ao sol sempre que possível.

    Continua após a publicidade
  • Já para evitar a formação de bolhas, é possível usar protetores de silicone. Eles costumam ser aplicados nos locais onde há maior risco, como o calcanhar e o dedão. Esse item também pode aliviar os incômodos de quem sofre com uma joanete.

    Ah, e caso tenha optado por um sapato aberto, não se esqueça de aplicar filtro solar nos pés. Essa região é comumente esquecida – e vítima de queimaduras bem chatas.

    Hidrate-se

    Isso é bom para o corpo todo, na verdade. Como carnaval é sinônimo de calor e, para algumas pessoas, de uns drinques a mais, é aconselhado beber muita, mas muita água. Quanto aos pés, a hidratação culmina em uma pele firme, forte e resistente a rachaduras.

    Após a farra, reserve um tempo para cuidar dos pés

    A limpeza dos pés é simples e deve ser feita com sabão. Dê atenção especial aos dedos e aos espaços entre eles. Isso vale tanto para a higienização quanto para a secagem, que deve ser feita com uma toalha.

    Se você estiver dolorido, um escalda-pés pode ser chave. “Coloque os pés em um recipiente com creme hidratante e óleos minerais diluídos em água morna”, propõe Luciana. “Deixe-os lá durante cerca de 20 minutos”.

    Já se os membros inferiores estiverem inchados, eleve os pés a uma altura um pouco acima da cabeça para melhorar a circulação na área.

    Já para hidratar a região, muitas vezes é preciso recorrer a um produto especial. Luciana sugere o uso de cremes à base de ureia. “Na hora de usar o hidratante, faça movimentos circulares para aliviar as articulações de qualquer tensão acumulada no dia de folia”, complementa.

    Enquanto isso, mantenha-se sempre atento à aparência e à sensação que tem ao tocar nos pés. “Qualquer sinal diferente ou dor é indício de que será necessário procurar um profissional especializado”, explica a enfermeira.

    Continua após a publicidade
    Publicidade