Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Conheça os efeitos da depressão no corpo

A melancolia pode causar estragos que vão muito além da saúde mental. De câncer ao diabetes, listamos condições que abalam a vida dos pacientes

Por André Biernath Atualizado em 5 set 2017, 12h25 - Publicado em 3 set 2016, 09h00

O termo “cachorro negro” é utilizado em países de língua inglesa como um sinônimo para depressão, uma condição que já atinge praticamente 10% da população mundial e tem uma projeção de triste crescimento. Listamos abaixo algumas repercussões da depressão espalhadas pelo corpo  — note que elas vão muito além da cabeça.

Doença cardíaca

A elevação de hormônios relacionados ao estresse, como o cortisol, lesa o coração e os vasos sanguíneos. Isso aumenta o risco de infarto e AVC.

  • Câncer

    A maior quantidade de substâncias inflamatórias no corpo abre brechas para uma célula defeituosa crescer e, assim, virar um tumor.

    Doença autoimune

    A melancolia pode bagunçar o sistema imunológico. As células de defesa entram em parafuso e podem atacar tecidos saudáveis. É o começo de lúpus, psoríase…

    Continua após a publicidade

    Parkinson

    A depressão moderada costuma ser um sintoma inicial do distúrbio neurológico, marcado por tremores e enrijecimento muscular.

    Diabetes

    O excesso de cortisol atrapalha a ação da insulina, hormônio responsável pelo aproveitamento do açúcar no organismo.

    Dependência

    O uso excessivo de álcool e outras drogas funciona como um refúgio para muitas pessoas com depressão.

    Continua após a publicidade
    Publicidade