Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 5,90/mês

Cigarro é um dos maiores inimigos da saúde do coração

Saiba por que o tabagismo prejudica o coração e preserve suas artérias para evitar doenças cardiovasculares.

Por Redação M de Mulher - Atualizado em 14 mar 2019, 17h58 - Publicado em 25 fev 2014, 22h00

Um único cigarro já é capaz de prejudicar o coração.
Foto: Getty Images

Entre as descobertas da pesquisa Sinta Seu Coração há uma ótima notícia: 75% das mulheres nunca fumaram. Entretanto, o estudo, realizado pelas revistas SAÚDE e CLAUDIA em parceria com a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp) e apoio da Nestlé, também revela que o início do hábito entre as fumantes é precoce, já que a média de idade é de 18 anos.

“Embora o tabagismo pareça estar em declínio no Brasil, graças a um grande número de campanhas, infelizmente os jovens ainda têm fácil acesso ao cigarro”, lamenta o cardiologista Carlos Costa Magalhães, da Socesp.

Como o cigarro afeta o coração

Não bastasse os estragos aos pulmões e a estreita relação com o aparecimento de câncer, o tabagismo também figura entre os vilões quando o assunto é a saúde cardiovascular. “O cigarro é um dos maiores agressores do endotélio, aquela parede de células que recobre os vasos sanguíneos”, revela Magalhães. Essa ação interfere com a produção de uma substância protetora conhecida como óxido nítrico e faz como que as artérias fiquem mais vulneráveis ao acúmulo de gordura. Há também uma interferência no mecanismo de contração e relaxamento, o que resulta numa maior dificuldade para o sangue circular.

Pensa que acabou? Ainda não. O fumo faz acelerar um processo conhecido como oxidação do colesterol e favorece a formação da placa de aterosclerose, que é estopim para o infarto. Sem contar o perigo que é a soma do tabaco com o uso da pílula anticoncepcional. “Não é exagero dizer que essa associação é uma espécie de bomba relógio”, diz Magalhães. É que ocorre uma propensão ao acidente vascular cerebral, o derrame.

Continua após a publicidade

Nenhuma quantidade é segura

O cardiologista faz questão de enfatizar que um único cigarro já está por trás desses malefícios, ou seja, não importa a quantidade. “É importante lembrar ainda que o fumante passivo também está exposto ao perigo”, ressalta. Há trabalhos mostrando que respirar a fumaça alheia aumenta em duas vezes o risco para o câncer e para as doenças cardiovasculares.

Veja alguns dados da pesquisa:

Você fuma?

Cigarro é um dos maiores inimigos da saúde do coração

Com que idade começou a fumar? 

Cigarro é um dos maiores inimigos da saúde do coração

Se é ex-fumante, durante quanto tempo você foi adepta do cigarro?

Cigarro é um dos maiores inimigos da saúde do coraçãoFoto: Rodrigo Maroja

Continua após a publicidade
Publicidade