Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Bombados…e esquecidos

Sim, os esteroides fazem os músculos crescer depressa. Mas, por outro lado, podem atrofiar o cérebro

Por Theo Ruprecht Atualizado em 5 nov 2019, 12h55 - Publicado em 27 nov 2015, 13h13

Nem pense em, baseado no título acima, disseminar o preconceito de que os adeptos da musculação têm miolo mole. Até porque, na pesquisa que abordaremos a seguir, os que não tomavam bomba estavam com a cabeça tinindo e sobram achados relacionando as atividades físicas a uma melhor capacidade cognitiva. Mas o fato é que, ao examinar 95 frequentadores de academia, especialistas da Universidade da Nortúmbria, na Inglaterra, perceberam que 47 usuários de esteroides anabólicos androgênicos tinham a memória ligada ao dia a dia significativamente abalada.

E no que consistem essas substâncias? Em resumo, estamos falando de derivados do hormônio masculino, a testosterona. “Há indícios de que esses produtos restringem o crescimento de áreas cerebrais associadas às lembranças e ao aprendizado, como o hipocampo”, ensina o psicólogo Tom Heffernan, principal autor do levantamento. “Os voluntário que usavam esteroides ainda possuíam uma maior dificuldade para se concentrar em várias tarefas”, completa.

  • Forte amnésia

    Os usuários de bomba tinham um risco…

    …39% maior de esquecer um compromisso previamente agendado.

    …28% maior de não se lembrar de eventos ocorridos nos dias anteriores.

    Para quem são recomendados?

    Os anabolizantes em geral ganharam má fama graças à disseminação indevida entre os marombeiros. Contudo, certas doenças arrasam bíceps, tríceps e afins – o câncer e a aids estão entre elas. Em casos assim, os médicos chegam a prescrever esses produtos para evitar que o sujeito fique fraco demais. Ou seja, o problema estaria mais na aplicação inadequada do que na droga em si.

    Continua após a publicidade
    Publicidade