Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Chá de hibisco faz bem para a saúde e ajuda a emagrecer?

A planta tem benefícios e é estudada contra a pressão alta. Mas não acredite que faz milagres na perda de peso. Saiba para que serve o hibisco

Por Ingrid Luisa
8 fev 2024, 16h01

O chá de hibisco (Hibiscus sabdariffa L.) é um queridinho das dietas para emagrecer. E a planta em si às vezes é vista como uma erva medicinal, que teria propriedades antioxidantes e ajudaria na perda de peso e no controle da pressão e do colesterol, entre outros benefícios.

Porém, faltam estudos que comprovem essas ações de fato. Tanto que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) libera seu uso como chá, desde que não seja atribuída qualquer finalidade medicinal ou terapêutica.

A Food and Drug Administration (FDA), órgão regulatório dos Estados Unidos, também vê o hibisco exclusivamente como um alimento, não considerando seu uso para qualquer outro fim.

Conhecido popularmente como vinagreira, o hibisco é natural da Ásia Tropical, dá flores lindas e coloridas e é usado para fazer chá há séculos.

Em algumas regiões do Brasil, ele também é uma PANC (Planta Alimentícia não Convencional). No Maranhão, por exemplo, entra na preparação do famoso arroz de cuxá.

+Leia também: O que a ciência diz sobre o efeito de 7 chás

Só um detalhe: não confunda o hibisco comestível, Hibiscus sabdariffa, com o ornamental, Hibiscus rosa-sinensis. Veja na imagem abaixo:

Continua após a publicidade
hibisco-ornamental-e-hibisco-comestivel
Diferença entre o hibisco ornamental e o comestível (thetearepublic (ttr.com.my)/Divulgação)

 

Benefícios e limitações do hibisco

Principalmente o cálice das flores da planta, mas também suas folhas e caule, possuem vitaminas (A, complexo B e C) e minerais como cálcio, ferro e fósforo.

Além disso, ele é rico em diversos compostos bioativos, que são moléculas naturalmente encontradas em alimentos de origem vegetal ou animal que exercem efeitos benéficos a saúde humana.

Podemos destacar os flavonoides e antocianinas, além de alguns ácidos orgânicos como ácido cítrico e ácido hibisco.

Por causa dessa riqueza de compostos, atribui-se diversas funções ao chá de hibisco. Inclusive emagrecedor.

+Leia Também: Resveratrol: o que é, para que serve e onde encontrar

Hibisco não emagrece

Não é incomum você achar postagens na internet referenciando essa iguaria como “chá seca-barriga”, “chá emagrecedor” e até com promessas tentadoras como “ajuda a perder peso dormindo”. Mas calma: nunca se provou que ele consegue levar ao efeito desejado.

Continua após a publicidade

Nenhum fitoterápico sozinho emagrece. Não existe nenhuma evidência científica que indique isso”, resume a farmacêutica Luciana Lopes Pereira, professora da Universidade Federal de Lavras (UFLA).

Luciana foi orientadora de um trabalho científico que investigou, em laboratório, um possível “efeito emagrecedor” do chá de hibisco.

Na pesquisa, testou-se a ação do chá sobre quatro enzimas que atuam na digestão, e as análises em células isoladas no laboratório indicaram que a bebida inibiria parte da absorção de carboidrato e de gordura dos alimentos. O estudo simulou até o ambiente ácido do estômago, e assim viu que as moléculas do hibisco não se inativavam nessa condição.

Bingo! Então está provado o efeito, certo? Na verdade, não.

Jamais podemos extrapolar um resultado assim e afirmar que ele se repetiria no ser humano”, pondera a professora, também especialista em bioquímica. “Quando falamos de fitoterápicos, é difícil controlar esses resultados em pessoas”, complementa.

Continua após a publicidade

Ela aponta algumas complexidades:

  • Falta padronização dos extratos (um pode estar mais concentrado e outro, menos, o que mudaria o efeito no corpo)
  • Não se sabe quanto das moléculas presentes em um fitoterápico realmente seria necessário para produzir algum efeito benéfico
  • Altas concentrações de diferentes fitoterápicos, comumente usados em estudos na bancada, também carregam doses elevadas de outros outros compostos que poderiam fazer mal ao ser humano.

“É errado afirmar que substâncias naturais não possuem ativos que façam mal. Até chá você não pode ingerir exageradamente”, explica a especialista.

Em resumo, todas as pesquisas envolvendo hibisco deixam lacunas com relação à segurança e, principalmente, à eficácia. Faltam pesquisas com humanos que comprovem qualquer efeito emagrecedor, e é preciso investigar a dose diária recomendada, além de esclarecer possíveis interações medicamentosas.

Agora, o chá de hibisco pode entrar em um projeto de emagrecimento como uma alternativa a bebidas calóricas, por exemplo. “Ele é refrescante e gostoso, então pode substituir um refrigerante ou suco açucarado”, pontua Luciana. “Somos a favor do consumo do chá de hibisco, apenas não podemos atribuir efeitos não comprovados”, finaliza.

Para emagrecer, não tem segredo: é preciso consumir menos calorias do que se gasta. O chá pode fazer parte disso, tornando a alimentação mais prazerosa sem agregar calorias. Mas a verdade é que, sem uma dieta balanceada, fica difícil perder peso.

Continua após a publicidade

+Leia também: A difícil arte de alcançar o déficit calórico para emagrecer

cha-de-hibisco-propriedades
O chá de hibisco pode ser tomado quente ou gelado (veja saúde/SAÚDE é Vital)

Hibisco serve para que?

Primeiro, para deixar certos momentos mais gostosos. Se você gosta, deve seguir tomando seu chazinho de hibisco tranquilamente! Ele e outros chás inclusive podem ajudar a relaxar pelo próprio hábito mesmo.

+Leia também: Uma planta, vários chás

E, sim, o hibisco realmente possui compostos antixoxidantes que ajudam a combater o estresse oxidativo do corpo. Tanto que a ciência vem investigando outros possíveis efeitos do composto. Um estudo publicado no The Journal of Nutrition investigou a atuação desse chá na redução da pressão arterial.

Para ser mais exato, foi uma pesquisa com 65 pessoas hipertensas (ou quase) entre 30 e 70 anos, que não tomavam medicamentos para baixar a pressão. Para um grupo, administrou-se 720 mililitros (mais ou menos três porções) de chá de hibisco por dia, enquanto outro outro recebeu placebo. Os voluntários foram divididos aleatoriamente entre as turmas e ninguém sabia quem estava tomando o quê.

Após seis semanas, nas pessoas que receberam o chá de verdade, a pressão sistólica (o valor mais alto que aparece durante uma medida da pressão) reduziu, mas a diastólica (o valor mais baixo, referente ao relaxamento do órgão) não mudou. Ou seja, o consumo regular, talvez, reduzisse ligeiramente a pressão das pessoas. 

Só que, apesar de ter feito uma análise dietética, o estudo não controlou as dietas nem o nível de exercício dos participantes do estudo. Então pode ser que esses fatores tenham contribuído para o resultado, e não o chá em si.

Continua após a publicidade

Já outras investigações com essa planta estão sendo feitas focando no colesterrol. Mas nenhuma afirmação categórica pode ser feita ainda.

No fim das contas, o chá de hibisco contribui para uma alimentação saudável, até por ser leve. Mas não deve ser encarado como um tratamento para perda de peso ou qualquer outra questão de saúde.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.