Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Gominhas de vitamina para o cabelo: vale a pena investir?

Suplementos vitamínicos para as madeixas se popularizaram, mas, não havendo deficiência de nutrientes, médicos não recomendam o uso

Por Ingrid Luisa
21 ago 2022, 12h12

Viralizaram nas redes sociais as gominhas vitamínicas para o cabelo, prometendo menos queda e fios mais fortes e bonitos.

Mas, na verdade, elas não são o mar de rosas que propagam as blogueiras. “Em pessoas saudáveis, a suplementação aleatória de vitaminas não interfere nem na queda nem no fortalecimento do cabelo”, afirma Fabiane Mulinari Brenner, coordenadora do Departamento de Cabelos e Unhas da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

A biotina (vitamina B7), muito presente nesses produtos, de fato melhora a qualidade e a resistência das madeixas.

Porém, é preciso indicação médica para suplementar: “Não se trata de algo inócuo. Suplementos como esses podem interferir em outras áreas do corpo e alterar exames de sangue”, avisa a dermatologista.

+Leia Também: Europeus traçam novo limite mínimo para vitamina D. Isso vale aqui?

Quando faz sentido suplementar vitaminas?

Entenda o que se leva em conta 

A dieta
O primeiro passo é observar se a alimentação já supre as principais fontes de vitaminas e ajustar o que for preciso.

O profissional
Médicos e nutricionistas avaliam o estado do paciente e só costumam prescrever suplementos quando diagnosticam carências nutricionais.

A dosagem
Ela é definida com base na deficiência da vitamina. O problema dos suplementos genéricos é que não atendem as necessidades específicas.

Continua após a publicidade

O tempo de uso
A não ser que haja uma doença ou carência crônica, as suplementações têm prazo limitado. E não dispensam uma boa dieta.

A segurança
Seguindo a prescrição, a suplementação é segura e bem-vinda. Mas vale se informar também sobre a qualidade do produto a ser adquirido.

O ideal é que qualquer suplemento, mesmo as gominhas de vitamina, seja utilizado sob orientação de um profissional de saúde. As gomas inclusive podem conter açúcar, o que afeta os níveis de glicose no sangue.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.