Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Frutas vermelhas protegem a memória

Antioxidantes presentes nelas atrasam um possível declínio cognitivo na maturidade

Por Redação M de Mulher - Atualizado em 19 Dec 2017, 13h40 - Publicado em 16 Sep 2012, 22h00

Além do morango, framboesa, cereja e mirtilo também resguardam as lembranças
Foto:Getty Images

É época de morangos, e as pessoas devem aproveitar para investir na fruta. Pesquisadores da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, analisaram dados de 16 mil mulheres e perceberam que aquelas que consumiam ao menos uma xícara de morangos por semana conseguiram frear a perda de memória em 2,5 anos na idade avançada.

Os efeitos da antocianina, pigmento que colore a fruta e tem ação antioxidante, explicam a associação. Essa substância ajuda a preservar as áreas de aprendizado e memória no cérebro. E os homens também podem se beneficiar. Quase não há estudos que mostrem diferenças entre os sexos quando se trata da relação entre dieta e memória na maturidade.

Dica: Framboesa, cereja e mirtilo também resguardam as lembranças.

Espinafre deixa mais forte

Continua após a publicidade

Em outros experimentos, cientistas do Instituto Karolinska, na Suécia, provaram que o personagem Popeye estava certo em se entupir de espinafre. O alimento é cheio de nitrato, o responsável por aumentar a força.

Agora, seu efeito na musculatura parece ter sido desvendado. Sete dias após oferecem água com a substância a cobaias, houve uma maior concentração de duas proteínas nos músculos, a CASQ1 e a DHPR. Para obter benefício, consuma diariamente de 200 a 300 gramas de espinafre ou beterraba, outra boa fonte de nitrato.

Publicidade